domingo, 23 de dezembro de 2007

FELIZ NATAL


O blog está entrando em ritmo de festas de final de ano.
Espero que todos tenham um Natal repleto de alegrias, paz e tranquilidade.

sábado, 22 de dezembro de 2007

Uma Frase

"Quando um governo tem o domínio do Legislativo na mão direita e do Judiciário na mão esquerda isso coloca em xeque o Estado de Direito. Será que estamos vivendo uma nova ditadura?”

Dom Luiz Flávio Cappio, bispo de Barra, um dia depois do fim de sua greve de fome

PS- Post colado do Noblat

segunda-feira, 17 de dezembro de 2007

Blogagem Coletiva



Alegrias; perda de todas as esperanças e novos combates para os amigos de Flavia.
Se você quer conhecer mais detalhes deste bom combate e, saber as razões de tudo isto, acesse:
http://flaviavivendoemcoma.blogspot.com/

domingo, 16 de dezembro de 2007

D. Luiz Flávio Cappio

D. Luiz Flávio Cappio esta novamente em sua cruzada, com a única arma mais poderosa que a força dos canhões: a vontade inquebrável dos que estão com a verdade em seus corações.
A luta de D. Flávio Cappio não é política, ou para simplesmente para chamar as luzes dos "15 minutos de fama" para si, mas sim a luta de alguém, que mesmo comungando com os mesmos ideais defendidos pelo Lula canditado, sente-se agora traído pela arrogância, menosprezo e auto-suficiência de alguém que se julga senhor da verdade absoluta.
Confesso que inicialmente não considerava a atitude extrema de D. Flávio Cappio coerente com princípios cristãos, achava também que sua atitude, tinha uma certa dose de chantagem em relação ao governo Lula. Agora vislumbro os fatos de uma nova óptica, creio que sua ação é realmente a única opção restante, frente ao grande numero de interesses não tão científicos, ou "contábeis" sobre a transposição do São Francisco.
Será realmente uma obra necessária? E, se for, é viável?As perdas por evaporação compensarão? Quem realizou obras deste tipo, teve sucesso? Há alternativas?
Esta última questão é primordial: há alternativas? Quais são?
A realização de pequenas obras, sem agredir a natureza e modificar o atual meio ambiente, pode ser um caminho menos custoso e, que realmente beneficie uma maior parcela da população, não somente aquelas que ficarão a beira do valo cavado para a transposição.
E quanto ao alcance social da pretensa obra, como por exemplo: "em que medida o Projeto de Integração do Rio São Francisco (PISF) com bacias hidrográficas do Nordeste Setentrional permitirá reduzir os impactos sociais e os gastos públicos decorrentes do flagelo da seca?”
Todos os custos para a viabilização deste projeto estão orçados?
São tantas questões levantadas, que torna óbvio que há muitos interesses em jogo e, que nós simples mortais contribuintes do erário, somos apenas, "um detalhe".
Quem desejar inteirar-se melhor sobre o assunto deve recorrer a algumas fontes, além das governamentais e da mídia tradicional, assim faço a sugestão de visitar o site da Luisete: http://controleinterno.blogspot.com/ , bem como o site de D. Flávio Cáppio: http://www.umavidapelavida.com.br/ , neste último não deixe de clicar no link: "Por que somos contra a transposição e a favor da revitalização ", perfeito nos argumentos e, na proposta de soluções simples, mas que teimam em desaparecer dos projetos governamentais, seja de Lula ou de muitos de seus antecessores.

quinta-feira, 13 de dezembro de 2007

Hora H

O governo Lula conseguiu sair derrotado da votação da CPMF no Senado.
Saiu derrotado não por ter uma minoria na casa, mas por não saber dialogar com seu grupo de apoio político. Desde o inicio, tratou seus aliados como se fossem favas contadas, cordeirinhos dóceis e sem vontade própria, deu no que deu.
Lógico que a oposição permanecendo unida, deu os votos contrários, mas não fosse as defecções no quadro da situação, estaríamos "contentes e satisfeitos" com a CPMF.
Sinceramente não consigo entender como o governo perdeu, sua arrogância, falta de tato e incapacidade de negociação sem mecanismos como o "mensalão", saltam aos olhos. Graças aos bons ventos da economia internacional, estamos vivos, com as mudanças de humores da economia, temo pelo nosso futuro, já que o atual governo parece perdido quando tem realmente de enfrentar situações problemáticas.
Quem ganhou afinal?
Todos nós, pois foi uma vitoria do jogo democrático, quando um lado apenas dá as cartas, torna-se absoluto, sem forças contrárias, não há democracia.
Ganha o contribuinte, já que o governo agora, terá que levar em conta, que os setores que o derrotaram, tiveram grande apoio popular e, ficaram unidos contra grandes pressões políticas, alimentadas pelo canto da sereia governamental, que tentou vender a CPMF ou o caos.
Arthur Virgílio foi um gigante na articulação do dia D e, na hora H, colocou Pedro Simon no seu devido lugar. O Senador Simon mereceu ouvir que não é infalível e, que erra sim, muitos tucanos ficaram com a alma lavada nesta hora, já que a "vestal" do Senador Simon, gosta muito de posar de guardião da honra, mas no passado foi ele quem iludido, enganado ou talvez por jogo político, encabeçou o inferno astral contra os Mendonça de Barros e, a queda destes e seu grupo levou FHC a usar a opção Malan. Até hoje, mesmo com o PT, prevalece a visão "Malanista" da economia, ou como queiram a visão nos monetaristas no governo.
Estamos vingados, Lula que venha para a negociação e, não pense que o povo adora pagar, sem ter os serviços em troca. Basta de impostos sem retorno.

sábado, 8 de dezembro de 2007

O dia D dos tucanos

Fiquei um bom tempo sem postar nada, apenas coloquei minha leitura em dia nestes últimos tempos, foi um exelente livro, que será tema de um post futuro, além é claro dos meus queridos blogs amigos.
Entretanto pouca coisa mudou nestes dias: Renan é “canonizado”, a Bolívia é um verdadeiro caos, aliás, amigos que estiveram em Corumbá afirmaram que devemos acreditar nos noticiários sobre tudo em relação à Bolívia, Chavez com seu discursinho vagabundo e cheio de ofensas ao ser humano, mostrou ser um dirigente de “mierda”. Mas o assunto que pega é a CPMF. Acho até que toda esta mobilização em prol da recusa do voto favorável a este imposto, nada mais é que o grito de basta sobre nossa carga abusiva de impostos, a CPMF da forma como é proposta, tem de desaparecer, não tenho sobre isso a menor duvida.
Mas tenho duvidas sobre outros pontos na votação da CPMF, e são plenamente justificadas. Como irá votar alguns Senadores tucanos, frente as pressões de governadores como Serra e Aécio?
“Para os tucanos, a votação da CPMF representa muito mais do que o simples fim de um imposto que já deveria ter acabado há muito tempo. Ela é a prova dos nove para dizer se, afinal, o seu Terceiro Congresso serviu para lhe afirmar como uma força oposicionista – conforme é o desejo dos seus militantes e do seu eleitorado - ou se ele continuará a ser uma geléia geral, que na hora agá sempre dá uma mãozinha ao presidente Lula. Se todos os seus senadores disserem não à CPMF, o partido terá dado um passo para recuperar o terreno perdido para o DEM, que a cada dia se afirma como uma força de oposição consistente e coerente. Mas, se houver alguma defecção em decorrência da pressão dos governadores, o PSDB se desmoralizará perante a opinião pública e deflagra uma guerra intestina que só aprofundará a sua crise.”
Apesar da posição firme de Sergio Guerra e de Arthur Virgíleo, os quais fazem sucessivas demonstrações, que a decisão contra o imposto, está sacramentada, não compreendo a troca de informações entre Lula e Aécio e, principalmente o discurso do governador mineiro, dizendo que os tucanos não podem ser como os petistas, que foram radicais em sua oposição a FHC.
São duvidas que não existiriam, caso o PSDB tivesse fechado questão sobre a matéria, assim como fez o DEM.
Em política, acumula forças quem toma posição. O DEM entendeu esta lição muito bem, tanto que Lula já o caracteriza como a oposição que incomoda. É hora dos tucanos entenderem e rejeitar a jogada do Palácio do Planalto de caracterizá-los como a “oposição civilizada”. Sinceramente, espero que o PSDB passe no teste da CPMF e, de maneira unificada, digam não ao imposto do cheque.

quinta-feira, 29 de novembro de 2007

Índice de Degradação Humana

Sou brasileiro e não desisto nunca!

Talvez seja por isso que não parei de escrever, mas estes últimos dias foram extremamente produtivos: criei um novo blog, claro que é um blog dedicado somente a política, mais que isso é um blog destinado a propagar as ideias dos tucanos em Batatais. Quem for contra tucanalhas, não entre, se entrar pode falar contra nós.

O brasileiro conseguiu mais um feito, e que feito. Somos agora "top" no quesito selvagem e, eu que pensava em certas regiões do globo, com verdadeiro pavor das atrocidades cometidas: assassinatos, estupros e toda sorte de barbáries.

Nós não somos santo, mas eu imaginava que apesar de torturas, preconceitos e impunidades, éramos civilizados da boca para fora e, agora somos "bons" na selvageria, matamos turistas estrangeiros por causa de poucos dólares, espancamos nossas crianças e nossas mulheres, achamos ético sonegar impostos, achamos mais ético ainda criar novos impostos e, agora trancafiamos pessoas com a certeza de que ocorrerão abusos contra estas pessoas.

Melhor ainda, nossas autoridades colocam a culpa dos estupros e, na degradação dos direitos, nas vitimas. Somos agora, parceiros daqueles que acham que uma pessoa estuprada, merece umas chibatadas e, se for vitima dos próprios irmãos, a morte, já que houve incesto: coisa de louco, ou de besta humanoide travestido de guardião da religião.

Nossa acabei de cometer uma grande injustiça!

Somos "muito melhores" que isso. Em nosso passado recente, um político que tudo criou e, o que não criou transformou em depósitos em paraisos fiscais, apregoava o "estupra mas não mata". Graças aos céus aqueles presos no Pará, estado "point" na defesa dos direitos humanos, embasados neste ensinamento, somente estupraram aquela perigosa mulher, trancafiada por uma juíza, com certeza para punir seus crimes e, submeter a perigosa condenada a castigos não contemplados por nossa lei, mas em questões de lei, o que pensa um juiz vira lei, igual o que ocorre em Brasilia: o que Lula pensa, é considerado dogma.

Mas fica uma lição, um delegado do Pará falou algo sobre debéis mentais, ele está correto. Somos uma cambada de debéis mentais em admitir situações como esta, e eu mais ainda, imagine só, estou preocupado com Natal, passagem de ano, festas, troca de carro de minha mulher, viagem de férias, lêr um livro......

sábado, 24 de novembro de 2007

"Doce Natal"

Como bom elemento da classe média, em um sábado, fui a um dos shoppings de Ribeirão Preto, estava tranquilo, não havia aquele monte de gente andando e olhando vitrines, mas apenas um publico comportado e que estava ali para usufruir de um dia típico de lazer de paulista.
Ainda não há decoração de Natal, mas ao fazer as primeiras compras, já ganhamos alguns cupons para preencher e concorrer a premios. Mais uma campanha, sorteio e estimulo ao "paraíso da classe media", mas com um toque diferente e, confesso que agradou.
Eles começaram um concurso cultural, onde além de preencher os dados de sempre, solicitaram que em cinco linhas, expressemos o que tornaria nosso Natal doce.
Para ter os cupons, não é necessário efetuar compras, mas somente solicita-los nas lojas. Muito bom!
Melhor ainda, pouca gente aventurando-se em pensar o que escrever, menos gente ainda preenchendo com suas próprias palavras, a ideia de um doce Natal.
Mas o que tornaria meu Natal deste ano doce? A morte de meus inimigos, seu sofrimento, a adesão deles às minhas ideias?
Acho que nada disso. Gostaria realmente que todos compartilhassem as alegrias, talvez fosse bom que todo dia seja Natal, com um toque de doçura nos nossos corações, sem sofrimentos, sem vícios, mas apenas virtudes em nossos corações.
O duro de ver a campanha em um templo do consumo, foi perceber que o Natal está chegando e eu, não percebi isto, tomei conhecimento por causa de um slogan para vender produtos no antro do consumo desenfreado.

sábado, 17 de novembro de 2007

Grandes problemas! Pequenas soluções!

Grandes problemas necessitam de grandes soluções, certo?
Talvez não!
Grandes problemas somente aparecem em decorrência de pequenos problemas, que se amontoam e isto, quase sempre devido ao famoso: amanhã eu resolvo.
A nossa falta de disciplina, talvez até um fator cultural em nosso país, já que somos uma grande miscigenação, mas uma miscigenação de rejeitados pela pátria natal e, aqui ficam os originários de terras européias, asiáticas e africanas, pois até os antigos escravos eram os rejeitados da áfrica, já que eram na sua maioria presas de guerras tribais, ou dos grandes reinos africanos, em conluio com os europeus.
Esta rejeição, levou muitos no passado a ter um único objetivo: “enricar”, e voltar à pátria mãe como um fidalgo ou com economias suficientes para mudar de classe social na terra de origem.
Assim quase não nos preocupamos com o futuro, afinal nós iríamos embora, que se dane quem ficaria. Não fomos embora, mesmo os que enricaram, mas continuamos a não querer saber de planejar o futuro, nem o dia de amanhã, imagine daqui a 50 anos?
Nossos atuais representantes eleitos, são uma mostra desta realidade, pensam apenas no momento atual, podem até guardar novidades ou velhas novidades, para o momento oportuno de salvar o presente, que é fruto do planejamento passado, ou da falta deste planejamento.
A ausência do pensamento futuro, é também uma graça alcançada pelos que, digamos, gostam do chamado dinheiro fácil. Quem vai querer saber do jeito que os impostos foram gastos? Já passou, Inês é morta! Quanto do dinheiro desviado em qualquer obra, cujos corruptos ou corruptores foram surpreendidos, foi devolvido?
Uma pequena, mas uma simplória parcela dos desvios volta, quem fiscaliza?
Esta ultima pergunta precisa ter na resposta, o cidadão também, pois é ele, que com seu voto, pode mudar a estrutura do poder, estabelecer que os órgãos fiscalizadores terão força e, que os fiscais deverão trabalhar com afinco e sabedoria. Quem sabe um dia teremos mais fiscais monitorando como se gasta o dinheiro, já que hoje há mais fiscais para arrecadar e dar montanhas de dinheiro para a fogueira das vaidades e do desperdício nos gastos públicos.
Precisamos começar a pensar diferente, alias muitos precisam até mesmo começar a pensar, planejar nosso futuro, de nossas famílias e de nossos filhos, começando individualmente iremos mostrar a nossos dirigentes, que vamos escolher, quem assim procede. Será somente com a mudança de postura do cidadão comum, que os “figurões” da Republica, irão se tocar que já não basta ser assistente social para nos governar, mas sim verdadeiros democratas, comprometidos com o bem estar de todos, respeitando as minorias e vozes discordantes.

sábado, 10 de novembro de 2007

quinta-feira, 8 de novembro de 2007

Dilma = Cristina

Ocorreu hoje a tarde, uma entrevista coletiva, onde a Ministra Dilma Rousseff, expõe a nova descoberta na Bacia de Santos, sobre petroléo e gás.

Sintomático, é que Lula está neste momento no Chile, ou no meio do caminho.

Cada vez mais, Dilma aparece como a única alternativa viável para o PT.

Dona Marisa, não tem o traquejo, nem o carisma de uma Hilary ou de Cristina, para se candidatar, assim desponta cada vez mais a estrela de Dilma Rousseff. Pelo menos esta, se candidata, não depreciará a educação, como fazem muitos hoje do primeiro escalão, que teimam em querer demonstrar, suas virtudes devido a não ter uma graduação. Nada contra quem não fez faculdade, mas que é importante para um dirigente, é sim!

Se não for isto, por que raios, ela apareceu hoje com a noticia? Ela poderia ser dada em outra data, como ontem, ou quando Lula retornasse de viagem, salvo se Lula tem uma agenda lotada no exterior e só retorne lá por volta de 2009.

Dilma Rousseff, desponta assim como uma das únicas alternativas ao PT, terá fôlego para enfrentar os Tucanos?

domingo, 4 de novembro de 2007

CAntonio II

“Os boatos sobre minha morte são precipitados.”

"Mark Twain, psicografado pelo mago esotérico oportunista Heitor Caolho, que por sua vez é psicografado por Ricardo Rayol, eu mesmo.

Aos amigos que visitam este blog e se preocupam com nosso amigo CAntonio. Aviso que o sacana está vivo e passa bem. Nada do que foi anunciado sobre seu afastamento é verdadeiro, ou seja, CAntonio, assim como Jamanta, não morreu! Apenas curte merecidas férias, em Cancún, ao lado de belíssimas mulheres, bebendo litros de tequila, o disgramado.

Porra CAntonio, custava avisar caralho?

(A imagem acima são das cantonetes, o fã-clube do Cantonio, curtindo uma praia em Cancún)"

O post acima foi colado do Ricardo Rayol, e felizmente revela que Antonio Carlos continua entre nós.

sábado, 3 de novembro de 2007

Luz de Luma


O blog Luz de Luma ( http://luzdeluma.blogspot.com/ ) está participando do concurso para melhor blog latino do Caribe e América do Sul. É o unico concorrente escrito em português. Vale a pena dar uma mãozinha, e votar no Luz, que afinal é um excelente blog.
Dê um click na figura acima, e crave seu voto, mas atenção, somente um voto por dia.

quinta-feira, 1 de novembro de 2007

PAZ

Para haver paz em nossa terra é necessário que haja paz em nosso interior.
Iniciemos no seio de nossa casa, a campanha pela paz. A felicidade dentro de nossos corações, levará ao fim das guerras e ao termino das opressões.
Estará criado, o caminho para a felicidade da humanidade.

CAntonio

Tomei conhecimento agora a pouco ( http://andrewernner.blogspot.com/ ), que CAntonio, não está mais entre nós.

CAntonio, era blogueiro de primeira, firme, direto e sincero, seu blog é leitura agradável e necessária. Estampava em seu blog a bandeira do Brasil. Podem discordar de suas opiniões, mas ninguém poderia negar que ali havia um patriota.

Seu ultimo post foi dia 25 de outubro, e seu blog continua no ar.

CAntonio continua na blogosfera e, certamente ele continua também sua existência em algum lugar deste universo.

domingo, 28 de outubro de 2007

Observações pós-prandiais do domingo

Domingão é coisa brava, piora um pouco quando a noite do sábado, terminou há algumas horas. Felizmente algum conhecimento de fisiologia sempre ajuda. Não há nada mais eficaz para evitar uma ressaca “braba”, do que a boa e velha água. Manter hidratação adequada é benéfico para qualquer pessoa, então esta historia de beber bastante água durante o seu dia, é pura verdade, acredite nela, viva bem com ela.


Acabei de ler no UOL, que Dilma Rousseff, está internada com problemas de intestino, mas quem colocou o intestino para funcionar em minha opinião, foi o Governador Sérgio Cabral. Defender o aborto como política de segurança pública, é coisa ridícula, oportunista e chamar todos de ignorantes. Não pode passar pela cabeça de ninguém, que todo ser humano que nasce nos morros cariocas, são marginais, traficantes, assassinos, corruptos e corruptores.


A PF e a Receita estão investigando a Cisco e seus clientes. A coisa é pequena, envolve quantias estimadas em apenas R$ 1,5 bilhão. A pergunta que fica no ar: Empresas gigantescas como a IBM, Promon e CPM Braxis, não tem noção do quanto custa certos equipamentos. Engraçado que sumiu do noticiário alguma coisa sobre certa quantia para partido político.


A bomba da hora é o leite. Quando produtores de leite começaram a respirar, investir sério na produção, graças ao bom preço, fruto do aumento gigantesco do consumo do produto na China, a PF revela uma fraude envolvendo a industrialização do produto. Será aquelas cooperativas de produtores, as únicas a realizarem aquela pratica? Por que esta fraude ganhou mais destaque do que a da Cisco? Será por que problemas legais na importação de componentes envolve grandes empresas, anunciantes e maiores quantias?


Gostaria de saber quando o PSDB vai iniciar o tratamento contra a esquizofrenia?Sim, porque somente um partido esquizofrênico consegue confundir o eleitorado e, seus filiados nesta questão da CPMF, com tal desenvoltura.

terça-feira, 23 de outubro de 2007

PAC na Saúde

Estou torcendo pelo Ministro Temporão, o acho preparado e com vontade de resolver o problema da saúde publica no Brasil.
Entretanto não é somente urgente, mas necessário à valorização profissional do médico. Sem negar a importância das outras categorias na área de saúde, mas ele é o inicio e o fim do processo de atendimento a população, seja qual for o modelo aplicado.
Bons salários e condições boas de atendimento levarão profissionais categorizados a atendimento da população e, não basta salário de R$ 5.000,00, iniciem este salário lá por R$ 10.000,00, dêem condições de aprimoramento e carga de trabalho compatível com as necessidades de lazer e aprimoramento do profissional.
Há muita gente preparada, mas desiludida com o sistema publico. Qual a causa? É salarial, é sobrevivência financeira e, necessidade de criar os filhos, e dar condições para estes também progredirem na vida.
Quanto ao programa de saúde de família, vamos resgatar o modelo inicial, com equipes multidisciplinares. Reconheço que para trabalhar em equipe deste tipo, só bons profissionais conseguem, todos da equipe necessitam estar motivados e bem preparados academicamente. Basta de citar exemplos isolados de profissionais abnegados, precisamos que todos sejam estimulados, mesmo na saúde, estatística é primordial. Qual o custo de um profissional que entra em um programa deste, guarda algum dinheiro, e depois retorna para um grande centro, para especializar-se e só tratar da doença.
A luta é grande, passa por recursos financeiros e boas faculdades, assim como controle e auditoria dos gastos e da qualidade do serviço prestado.

domingo, 21 de outubro de 2007

FERRARI

FERRARI: VINCE IL CUORE CONTRO TUTTI E CONTRO TUTTO

quinta-feira, 18 de outubro de 2007

COMUNICADO

O mandatário deste blog, comunica a todos os interessados, que ainda está vivo.
A sua ausência, momentânea, é devida a falta de assuntos, os quais possam ser considerados novidades.
Apoio do Presidente Lula, a ditadores não é novidade.
Intensa negociação para a aprovação da CPMF, também não é novidade.
O Legislativo ter uma cara feia, não propor leis, mas sim promover a execução de obras, é fato já conhecido.
O Judiciário, ser o poder que, por meio da interpretação de leis não regulamentadas, ser o verdadeiro legislador no Brasil, nunca foi novidade.
O Executivo, viver dos momentos, não ter um projeto para o pais, também não é novidade. Se no atual governo, isto chama mais atenção, é devido ao fato de as informações serem nos dias de hoje, mais acessíveis. Mas não é novidade.

sábado, 13 de outubro de 2007

Caro, d. livreiro

As opiniões no blog são de minha autoria. Os posts colados, por mim, são coincidentes com minhas opiniões.
Não acredito, que postei alguma opinião concordando com o tratamento dado pelo PSDB, em relação ao Senador Azeredo, por exemplo. Defendo a apuração total dos fatos, e o respeito às normas vigentes. Os crimes e contravenções de fulanos, não podem inocentar os crimes de sicranos.
Em vários posts, no arquivo deste blog, são encontradas opiniões emitidas a este respeito, assim como algumas "pinceladas" sobre moral e ética.
Moral é não é o mesmo que ética, nunca foi e, nunca será.
A moral, grosseiramente falando, tem a ver com as normas, leis e hábitos de um povo, seria o "superego" do individuo. A ética, não tem relação com leis e normas, ela é o "ego" do individuo.
A moral obriga certos indivíduos a se comportarem. A ética não. Um individuo sem ética, pode propor, votar e até fazer cumprir as leis, ser o guardião da moral e interpretar as leis, sempre de modo vantajoso para si próprio, é o egoísta puro.
Quando se fala em quebra de decoro, não se fala em crime, mas sim em quebra de relação de confiança, ou mesmo de utilização de meios legais, para burlar a moral, ou se preferir, utilizar as leis em proveito próprio, ou de seu grupo, quase sempre com prejuízo para a maioria.
Um parlamentar, assim como os eleitos, para cargos do executivo tem o direito e o dever, de votar e executar políticas de acordo com os programas do partido que integram. Ser contrário a políticas implementadas pelo executivo, não é crime de lesa pátria, não é imoral, mas sim ato ético com os seus eleitores.
Quando um eleitor vota em um partido, não espera que este seja apenas submisso, ás vontades de outro partido ou coligação, que temporariamente exerce o poder em nome de todos.
Sobre tributos, uma pergunta que muitos fazem, e que incomoda muita gente, deitada temporariamente em berço esplêndido, é se a única alternativa é continuar com uma carga tributária excessiva, sem o respectivo retorno para a sociedade dos serviços, que o Estado se compromete a propicionar em troca do dinheiro arrecadado, ou se preferir: a atual carga tributária é justa?
Há justiça social? Quem paga mais impostos é realmente quem lucra mais?
Outra pergunta a ser feita, é se somente a política assistencialista do momento é eficaz, se a mesma transforma a sociedade, ou se apenas alivia a tensão social reinante?
Esta ultima é de fato a grande questão. Há algo mais a ser feito? A distribuição de renda auxiliar, resolve a questão da pobreza? Indivíduos como Renan Caldeiros e Sarney por ex. são expoentes de uma política progressista, ou revolucionária?
Qual o preço pago para contar com este seleto grupo de apoiadores? Engels se vivo, questionaria sua tese de utilização de recursos "burgueses", para criar um socialismo cientifico.
Sobre concordância em existir políticas para auxilio de pessoas sem o mínimo para sua subsistência, apenas um pequeno grupelho egoísta, é contra programas de auxilio a pessoas carentes, a maioria quer mais. A maioria quer integração social e condições plenas de desenvolvimento. Queremos educação de qualidade, desde o ensino fundamental, exigimos ensino técnico de qualidade, para a formação de técnicos qualificados e indivíduos que possam raciocinar, influindo de fato nas políticas publicas. Não precisamos que alguns sejam mais "iguais" que outros. Chega de pessoas que são vergadas por pequenos interesses, de politiqueiros travestidos de direita, esquerda ou de "centrão".
Precisamos de pessoas com moral e ética, em todas as classes sociais, que não se curvem aos interesses dos exploradores, que respeitem as minorias e não se curvem aos interesses dos egoístas.

sexta-feira, 12 de outubro de 2007

quinta-feira, 11 de outubro de 2007

Observações

Estou inclinado a concordar com a auto comparação feita por Renan Calheiros, ele realmente está como um coco, ou é côco? Explico melhor, está quase caindo, na realidade acho que já está fora do coqueiro.
Qualquer sujeirinha no Senado, escondida em qualquer canto, foi ele. Qualquer cheiro no elevador, foi Renan.
É lógico que ele fez por merecer, foi apanhado em vários assuntos suspeitos, mesmo que seja inocente, o que não acredito, não tem nenhuma condição de continuar sentado naquela cadeira.

O governo Lula, tem vários padrões comportamentais, mas um deles é constante: a chantagem.
O Ministro Mantega, fez a ultima, se a CPMF não for aprovada, irá subir alíquotas de outros impostos. A fome governamental sobre a renda do brasileiro é comparável a fome de uma sucuri.
O ofídio fica a espreita, agarra a vitima, asfixia, engole inteira e dorme em berço esplêndido. O atual governo faz o mesmo, ingere os impostos e não retorna em serviços, fica no berço esplêndido.

A pressão dos colegas e o clamor popular foi o motor, que levou a liderança do PMDB a reconduzir Simon e Jarbas Vasconcelos à CCJ, só não ficou muito claro quem idealizou sua substituição, Renan ou Lula?

Interessante a mudança de postura de vários Senadores do PT em relação ao quase ex senador Renan Calheiros, saíram da abstenção, para a quase reprovação dos atos do Senador. Será receio do futuro? Gostaria de saber se o medo foi da resposta das urnas? Senso de justiça?

O apetite demonstrado pelas empresas espanholas, é coisa de outro mundo, ou de outras políticas tributárias. Com a fome não é somente por ativos brasileiros, mas sim de todo o mundo, órgãos da União Européia começam a investigar causas do grande fôlego dos espanhóis.

domingo, 7 de outubro de 2007

sábado, 6 de outubro de 2007

Giro rápido





Minha vida profissional está em ebulição, ser médico, pai, marido e tentar ser util na comunidade está sendo uma tarefa ardua, já que o dia só tem "25 horas", está extremamente complicado, mas vamos lá.


Com grande atrazo, a figura ao acima, é minha contribuição ao desejo de liberdade de todo um povo, o que na realidade é o desejo de todo habitante da Terra.


Por falar em liberdade, que coisa feia está nosso Senado. Quando achei que nada poderia suplantar as manobras de Renan, para evitar a investigação e seu julgamento, eis que o proprio consegue a superação suprema. Escalar um araponguinha de merda para espionar seus adversários, é a prova cabal da vergonha deste Catilina.


Até quando ele abusará de nossa paciencia? "Por quanto tempo ainda há-de zombar de nós", a loucura de Renan? "A que extremos se há-de precipitar a tua audácia sem freio?"


Oh tempos, oh costumes!


A falacia do atual governo, chega agora a niveis que deixam um Hugo Chaves com inveja. As manobras no Senado, por isto Renan está lá, podem custar aos brasileiros a perda de recursos de até 3,5 bilhões de Reais, que serão retirados do orçamento da SAÚDE. Será que o povo brasileiro mais sofrido, que necessita do SUS, merece um premio deste? Para onde está indo a enorme arrecadação de impostos, que o Lula não tem medo de gastar, sem um retorno em serviços que todo brasileiro merece, e tem o direito de receber?


O Ministro Temporão, divulgou com grande alarido, que a tabela SUS teve um "grande" reajuste.


A tabela foi realmente reajustada, mas somente 12,5% dos procedimentos tiveram reajustes e, este reajuste contempla basicamente procedimentos de alta complexidade, a coisa simples, os pequenos procedimentos, a base do tratamento, como por ex. uma consulta médica está agora em R$ 10,00, isto se for uma consulta de especialidade. Santa generosidade "temporária"!


Aquele ministro, não compreendido, por causa da lingua que fala, será ou já é, minsitro extraordinário. Será realmente "extraordinário", se promover alguma coisa de util para o Brasil.


Oh tempos, oh costumes!


A substituição dos Senadores Jarbas Vasconcelos e Pedro Simon, é um ato de vergonha por parte da liderança do PMDB, naquela casa. Michel Temer tem obrigação de convocar o Diretório Nacional do PMDB e analisar as implicações políticas para um partido que já foi tão combativo e, que agora está a sucumbir aos caprichos de um Renan Calheiros.

Vejam a manifestação de Letícia Coelho, filiada e membro do Diretório do PMDB de Porto Alegre, sobre esta sordida manobra, clicando: http://leticialocoelho.blogspot.com/ Será que os partidos políticos brasileiros merecem os militantes que abrilhantam suas fileiras

Agradecimento



A Letícia, http://leticialocoelho.blogspot.com/ , indicou meu blog, para o prêmio ao lado, tem gente que deixa de lado, já ganhou tantos, mas esta é minha segunda honraria com o blog, a primeira honraria são os poucos que ainda teimam em ver se consigo escrever algo de interessante.

Agradeço de coração a Letícia.

quarta-feira, 3 de outubro de 2007

“A GENERALIZAÇÃO DA DESORDEM AJUDA OS GRUPOS CRIMINOSOS E COLOCA A DEMANDA POR SEGURANÇA ACIMA DAS DEMANDAS SOCIAIS!”

Trechos de artigo de Joaquim Villalobos, consultor para conflitos internacionais e ex-comandante guerrilheiro em El Salvador, no Clarin!

Na América Latina, não temos por ora conflitos étnicos e religiosos; no entanto, enfrentamos o que alguns qualificam como guerra civil continental contra o crime organizado, as quadrilhas urbanas, a delinqüência comum e a violência social. A produção e o tráfico de drogas estão ligados à globalização cosmopolita, mas, em nossos países, geram fragmentação social. Diversos grupos armados procuram cooptar e corromper as instituições, dominar territórios e controlar a população, os mercados e as estradas.2. Este fenômeno supera em extensão as rebeliões políticas que existiram durante a Guerra Fria, e, em proporções diferentes, afeta todos os países. A ação policial e militar por mar, ar e terra que os governos realizam é sem precedentes; eles tentam recuperar o controle de instituições, mares, fronteiras, litorais, cidades e florestas que caíram nas mãos dos delinqüentes.3. O Brasil está em guerra contra quadrilhas que dominam as grandes zonas urbanas; Guatemala e Honduras estão fragmentadas por máfias poderosas; o litoral atlântico da Nicarágua é um narco-território; a Colômbia combate os guerrilheiros de esquerda e os ex-para-militares de direita, que agora são narcotraficantes; em Salvador, as "maras" superam em número as guerrilhas dos anos oitenta; o México tem seis Estados em emergência, com intervenção de forças federais, e o maior perigo da transição cubana não é uma guerra entre cubanos, mas sim que e o crime organizado assuma o controle da ilha.4. Existe uma lumpenização da violência da esquerda. Esta violência é promovida por antigos e frustrados ideólogos esquerdistas, mas é levada a cabo por jovens ativistas que são recrutados e atuam em áreas dominadas por uma violência de delitos que é social, financeira e territorialmente muito poderosa. Que os protestos sociais resultem em violência espontânea é algo que ocorre excepcionalmente em qualquer lugar, mas, com o cenário descrito, incentivar sistematicamente a violência de rua e deslegitimizar as instituições das democracias emergentes é multiplicar a impunidade e a insegurança.5. A generalização da desordem ajuda os grupos criminosos e coloca a demanda por segurança acima das demandas sociais. Isto abre caminho para os autoritarismos. Hoje, mais do que nunca, a esquerda necessita de paciência, de paz e de legalidade. O romantismo guerrilheiro das velhas esquerdas agora é reacionário. O maior perigo para estes novos "combatentes" da esquerda não é morrer como heróis, mas acabar como mafiosos ou terroristas."

O texto acima, foi colado do ex-blog do Cesar Maia de 03/10/07, quem desejar ver mais clique no link:
http://cesarmaia.blogspot.com/

Manter blog é dureza

É duro manter um blog, no inicio eu pensei que conseguiria fazer um post por dia.
Não consegui!
Pensei em três por semana, foi duro, agora está impossível. Mas vou continuar a postar, na frequência "possível", as visitas aos blogs, continuarei a fazer, quase diariamente, posso não deixar um comentário, mas tenham certeza, eu passei pelo seu blog.

terça-feira, 25 de setembro de 2007

Rir é o melhor remédio



Três pacientes estão na enfermaria de um hospital, e um deles pergunta ao outro:— O que você veio fazer aqui?— Outro dia eu operei o pulmão com o Dr. João, e ele esqueceu uma tesoura dentro do meu peito. Hoje eu vim retirá-la.— E você? O que veio fazer no hospital?— Eu também fui operado pelo Dr. João, só que foi uma cirurgia de estômago, e hoje eu voltei para retirar uma pinça que ele esqueceu na minha barriga.Aí, eles perguntam ao terceiro paciente:— E você? Porque está aqui?E o terceiro responde:— Eu acabei de operar as hemorróidas com o Dr. João.Nessa hora entra o Dr. João, agitado, e pergunta:— Alguém viu minha bengala por aí?

domingo, 23 de setembro de 2007

Primavera

Desde o equinócio de setembro, e até o solstício de dezembro estaremos "vivendo" a primavera.
Em outra linguagem, não tão astronômica, desde o dia de hoje, até 21 de dezembro, vivenciamos a estação das flores.
O simbolismo sobre a primavera, não importando a fonte, é cativante: celta, grega, nórdica ou até mesmo mais para o oriente, sempre encontramos explicações sobre as estações do ano.
Necessidades alimentares associadas a crenças, criaram uma vasta cultura, que hoje ignoramos ou desprezamos do alto da nossa arrogância, crentes que somos talvez, senhores da natureza.
A primavera pode então não ser apenas a estação do ano que sucede ao inverno, mas quem sabe, a passagem de um tempo de “trevas” para um tempo de “luzes”.

Estamos vivendo nossa primavera?

No post abaixo, descaradamente tungado de: http://poesiasdeluagothicavampir.blogspot.com/2007/09/mitologia-grega.html , podemos tomar conhecimento de uma visão deste simbolismo, que no final das contas, representa nossa interação com a natureza e, quem sabe este simbolismo fale mais sobre nosso destino e não sobre nossas origens.

O surgimento da primavera

"E ONTEM ENTRAMOS NA PRIMAVERA ... E A HISTÓRIA DA PRIMAVERA NA MITOLOGIA GREGA É ESTA, ONDE ALGUMAS SEITAS E TRADIÇÕES COMEMORAM:

Na mitologia grega, Perséfone ou Coré corresponde à deusa romana Proserpina ou Cora. Era filha de Zeus e da deusa Deméter, da agricultura, tendo nascido antes do casamento de seu pai com Hera.Quando os sinais de sua grande beleza e feminilidade começaram a brilhar, em sua adolescência, chamou a atenção do deus Hades que a pediu em casamento. Zeus, sem sequer consultar Deméter, aquiesceu ao pedido de seu irmão. Hades, impaciente, emergiu da terra e raptou-a levando-a para seus domínios (o mundo subterrâneo), desposando-a e fazendo dela sua rainha.Sua mãe, ficando inconsolável, acabou por se descuidar de suas tarefas: as terras tornaram-se estéreis e houve escassez de alimentos, e Perséfone recusou-se a ingerir qualquer alimento e começou a definhar. Deméter, junto com Hermes, foram buscá-la ao mundo dos mortos (ou segundo outras fontes, Zeus ordenou que Hades devolvesse a sua filha). Como entretanto Perséfone tinha comido algo (uma semente de romã) concluiu-se que não tinha rejeitado inteiramente Hades. Assim, estabeleceu-se um acordo, ela passaria metade do ano junto a seus pais, quando seria Coré, a eterna adolescente, e o restante com Hades, quando se tornaria a sombria Perséfone. Este mito justifica o ciclo anual das colheitas.Perséfone é normalmente descrita como uma mulher de cabelos claros, possuidora de uma beleza estonteante, pela qual muitos homens se apaixonaram, entre eles, Pírito e Adônis. Foi por causa deste último que Perséfone se tornou rival de Afrodite, pois ambas disputavam o amor do jovem, mas também outro motivo era porque Afrodite tinha inveja de sua beleza. Embora Adônis fosse seu amante, o amor que Perséfone sentia por Hades era bem maior. Os dois tinham uma relação calma e amorosa. As brigas eram raras, com excepção de quando Hades se sentiu atraído por uma ninfa chamada Menthe, e Perséfone, tomada de ciúmes, transformou a ninfa numa planta, destinada a vegetar nas entradas das cavernas, ou, em outra versão, na porta de entrada do reino dos mortos.Entre muitos rituais atribuídos à entidade, cita-se que ninguém poderia morrer sem que a rainha do mundo dos mortos lhe cortasse o fio de cabelo que o ligava à vida. O culto de Perséfone foi muito desenvolvido na Sicília, ela presidia aos funerais. Os amigos ou parentes do morto cortavam os cabelos e os jogavam numa fogueira em honra à deusa infernal. A ela, eram imolados cães, e os gregos acreditavam que Perséfone fazia reencontrar objectos perdidos.Conta-se, ainda, que Zeus, o pai da Perséfone, teve amor com a própria filha, sob a forma de uma serpente".

Colado do exelente blog http://poesiasdeluagothicavampir.blogspot.com/2007/09/mitologia-grega.html

quinta-feira, 20 de setembro de 2007

Presidente, socorre eu.

Ângelo de Jesus é um brasileiro, igual a todos nós.
Por algum motivo, Ângelo está desesperado e, resolveu partir de sua Pindobaçu (BA) em direção a Brasília, para pedir socorro.
Não sei quais os problemas de Ângelo, mas que é corajoso, isto sim, ele é. Forte, como são os sertanejos de Euclides da Cunha, procurou aquele que é o novo "pai dos pobres", na esperança de ser ouvido.
Sempre que isto acontece, os pedidos são simples e singelos, mas sua frase possui um simbolismo extremamente forte e melancólico.
O símbolo: "Presidente, socorre eu", pode ser expresso por todos nós, não somente por Ângelo, que amanha será esquecido, assim como foi esquecido o motorista do Collor e Francenildo, o caseiro e, muitos outros heróis deste povo sofrido.
"Presidente, socorre eu", há o bolsa família, mas o Senhor sabe o que disse o poeta, "esmola vicia o cidadão ou o mata de vergonha". Quem tem fome não fica viciado, mas morre de vergonha e, morre de vontade de ter um emprego e não mais necessitar do bolsa família, e além de comer, prover habitação, educação e saúde para sua família, sem necessidade de ser socorrido. Todo brasileiro quer viver a cidadania plenamente, não apenas a alimentar.
"Presidente, socorre eu", tenho comida em minha casa, minha filha estuda em escola particular, tenho plano de saúde, com direito a apartamento e posso escolher qualquer hospital, minha casa tem piscina e não falta agua. Mas tenho necessidade de ver meus irmão brasileiros na miséria, fora desta situação, quero todos vivendo sem o sofrimento da fome, com educação de qualidade para os filhos, quero todos aprendendo a trabalhar nestes tempos de "qualificação profissional".
"Presidente, socorre eu", esta semana no estado do Rio, dezenas de PM foram presos sob suspeita de colaboração com o crime. No congresso, a bolsa da viúva foi aberta para que os Deputados aprovassem a CPMF, tudo isso sem discutir uma redução da carga tributária, ou quem sabe, uma melhora dos serviços públicos. E o Renan, queira o Senhor Presidente, que ele seja inocente, pelo menos nesta primeira acusação de quebra de decoro. Eu poderia ficar aqui até amanhã escrevendo sobre muitas coisas, mas não quero.
Eu quero é que ninguém nunca mais precise gritar: "Presidente, socorre eu".

domingo, 16 de setembro de 2007

San Gennaro

Estive afastado da blogosfera, dos jornais, revistas e sites estes últimos dias, trabalhando em nossa "barraquinha" na XVI Festa di San Gennaro de Batatais.
Talvez os resultados financeiros fiquem aquém do esperado, sempre ficam, mas foi muito bom o contato com a comunidade, ver e ouvir pacientes e parentes, falarem sobre suas sensações sobre meu trabalho, bem como sobre o momento que vivemos, mas isto é conversa para outros "post", quero relatar a satisfação de atender nossa comunidade, de propiciar alegrias, entretenimento e mostrar que pessoas comuns, como eu por ex., podemos ajudar com nosso trabalho, fora de nossas profissões, a angariar recursos e principalmente simpatias para nosso trabalho em prol do ser humano.
Fazer filantropia, não é com o dinheiro do "Estado", mas com o próprio ou com o de milhares de pessoas, que vieram se divertir, sabendo de antemão, que os recursos ali angariados iriam para entidades que procuram levar um pouco de carinho e amparo, a quem muitas vezes, os programas assistenciais oficiais, teimam em não alcançar.
APAE de Batatais, Paróquia Matriz do Bom Jesus da Cana Verde, Loja Maçônica Amor e União, Lions Clube, Rotary Centro, Rotary Cana Verde, Lar São Vicente de Paula e Cantinho do Futuro, deram mostras de sua capacidade de organização, apego ao semelhante e mobilização da sociedade para o bem comum.
Cada uma destas entidades, tem seus projetos e aspirações e, juntas irmanadas no desejo de fazer o bem, são fortes, vibrantes e jamais serão derrotadas em sua luta. São exemplos que dignificam nossa nação, e certamente colaborarão, para que todo cidadão tenha em mente, que somos poderosos e que juntos construiremos uma grande nação, livre dos pérfidos, onde todos terão prazer e orgulho de seus trabalhos.

quarta-feira, 12 de setembro de 2007

Já não podes viver mais tempo conosco


I

"Até quando, ó Catilina, abusarás da nossa paciência? Por quanto tempo ainda há-de zombar de nós essa tua loucura? A que extremos se há-de precipitar a tua audácia sem freio? Nem a guarda do Palatino, nem a ronda nocturna da cidade, nem os temores do povo, nem a afluência de todos os homens de bem, nem este local tão bem protegido para a reunião do Senado, nem o olhar e o aspecto destes senadores, nada disto conseguiu perturbar-te? Não sentes que os teus planos estão à vista de todos? Não vês que a tua conspiração a têm já dominada todos estes que a conhecem? Quem, de entre nós, pensas tu que ignora o que fizeste na noite passada e na precedente, em que local estiveste, a quem convocaste, que deliberações foram as tuas?

Oh tempos, oh costumes! O Senado tem conhecimento destes factos, o cônsul tem-nos diante dos olhos; todavia, este homem continua vivo! Vivo?! Mais ainda, até no Senado ele aparece, toma parte no conselho de Estado, aponta-nos e marca-nos, com o olhar, um a um, para a chacina. E nós, homens valorosos, cuidamos cumprir o nosso dever para com o Estado, se evitamos os dardos da sua loucura. à morte, Catilina, é que tu deverias, há muito, ter sido arrastado por ordem do cônsul; contra ti é que se deveria lançar a ruína que tu, desde há muito tempo, tramas contra todos nós."

A condenação do Senado

Oh tempos, oh costumes!

Hoje o Brasil assistiu a condenação do Senado da Republica, por falta de decoro parlamentar.
Os Senadores votaram a respeito da Ética, da Moral e dos princípios fundamentais de uma instituição, que procura igualar as diferenças entre os vários Estados componentes da Federação Brasileira e, tem o dever de fiscalizar outros poderes.
Esta condenação é injusta e contrária aos interesses do povo brasileiro. Uma instituição, com tamanha responsabilidade, não poderia jamais ser condenada por crime tão hediondo, a luz dos direitos fundamentais da pessoa humana.
Mas os fatos alavancados, pela conduta de vários membros da atual legislatura, levaram a esta triste e melancólica condenação.
Quando pessoas publicas, como os políticos, não mais se sentem públicos, mas pessoas privadas e, solicitam a nós, povo do Brasil, que não atrapalhemos suas vidas, que deixemos de fazer certas perguntas que possam causar incomodo, como por ex. quem paga as contas? Afinal para eles, ser Senador é não dever explicações a ninguém, muito menos a nós que pagamos os impostos em dia.
Aqueles, membros do Senado, que votaram pela condenação do Senado, ou se abstiveram na votação, provavelmente em vidas passadas empunharam o punhal contra César, ou foram amigos e companheiros de Lúcio Sérgio Catilina.

domingo, 9 de setembro de 2007

A teoria do bufalo

Recebi a piada abaixo, via e-mail, como estou indo para uma festança, valeu a inspiração.
***********************************

A TEORIA DO BÚFALO Quando uma manada de búfalos é caçada, só os búfalos mais fracos e lentos, em geral doentes, que estão atrás do rebanho, são mortos primeiro. Essa seleção natural é boa para a manada como um todo, porque aumenta a velocidade média e a saúde de todo o rebanho pela matança regular dos seus membros mais fracos. De forma parecida opera o cérebro humano: beber álcool em excesso, como nós sabemos, mata neurônios, mas, naturalmente, ele ataca os neurônios mais fracos e lentos primeiro. Neste caso, o consumo regular de cerveja, cachaça, whisky, vinho, rum, vodka, elimina os neurônios mais lentos, tornando seu cérebro uma máquina mais rápida e eficiente. E mais: 23% dos acidentes de trânsito são provocados pelo consumo de álcool. Isto significa que os outros 77% dos acidentes são causados pelos filhos da puta que bebem água, suco, refrigerante ou outra merda qualquer!!!. Colabore!! Seja inteligente! JÁ PRO BOTECO !!!!

sábado, 8 de setembro de 2007

Salmo 133

Salmo 133
Canto dei pellegrinaggi. Di Davide.
Ecco, quant'è buono e quant'è piacevole che fratelli dimorino assieme!
È come l'olio squisito che, sparso sul capo, scende sulla barba, sulla barba d'Aaronne, che scende fino all'orlo de' suoi vestimenti;
è come la rugiada dell'Hermon, che scende sui monti di Sion; poiché quivi l'Eterno ha ordinato che sia la benedizione, la vita in eterno.

XVI Festa di San Gennaro

Desde quinta-feira, Batatais está em festa. Estamos realizando a XVI Festa di San Gennaro, uma das maiores festas italianas do Brasil.
Como oriundi, estarei lá trabalhando um pouco, comendo mais um pouco, e degustando um vinho, que ninguém é de ferro.
A festa irá, nesta semana até domingo, recomeçamos depois na sexta e, vamos até domingo novamente.
A Loja Maçonica Amor e União nº 282, está encarregada do "nhoque".
Estarei lá servindo a todos, a renda por nós auferida vai para nossa instituição, o Centro de Atenção ao Idoso Amor e União.

quarta-feira, 5 de setembro de 2007

Além da Imaginação

Eu acreditava ter visto e ouvido muito coisa sobre "fantasmas" em nossa terra, mas fiquei extremamente surpreso ao deparar com esta notícia no UOL: "Promotoria Investiga Estradas Fantasmas no Maranhão" http://www1.folha.uol.com.br/folha/brasil/ult96u325788.shtml
Todos nós já ouvimos falar em funcionários fantasmas, empresas fantasmas, os famosos laranjas que não deixam de ser um tipo de fantasma, e muitos outros tipos.
Agora criar estradas fantasmas, com povoados fantasmas ligados por estas fantasmagóricas alegorias do Brasil, é coisa de muito planejamento, e gasto de muita massa cinzenta. Se pessoas com esta capacidade usassem estes meios para o bem, que vida mais fácil as comunidades carentes e dependentes do Maranhão poderiam ter.
Esta história, que está sendo investigada pelo Ministério Publico, poderia ser apenas algo de uma ficção qualquer, tipo aquelas do "Além da Imaginação", mas parece ser real, e ao contrário dos fantasmas "verdadeiros", é palpável a pobreza gerada por tamanho apego ao erário publico.
Podemos até extrapolar, que os buracos são cobertos também por outras licitações, que governantes do MA podem se gabar que aquelas vias não têm pedágio, e que o índice de acidentes nestas estradas é nulo, ou quem sabe há acidentes e pedágios fantasmagóricos também.
Uma coisa é certa, o dinheiro gerado com este golpe não deve ser imaginário, nem está em um local "Além da Imaginação".

sábado, 1 de setembro de 2007

CARTA DA MAÇONARIA PAULISTA CONTRA A CORRUPÇÃO

CARTA DA MAÇONARIA PAULISTA CONTRA A CORRUPÇÃO

Nós, maçons jurisdicionados ao Grande Oriente de São Paulo, federado ao Grande Oriente do Brasil e da Grande Loja Maçônica do Estado de São Paulo, reunidos na noite do dia 20 de agosto de 2007 na Capital do Estado, nas dependências da Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo, em sessão solene comemorativa do Dia do Maçom, debatemos e aprovamos os seguintes princípios desta carta, denominada "Carta da Maçonaria Paulista Contra a Corrupção".

Tendo em vista que:

1. Vivemos no Brasil um cenário de exclusão social, onde, a miséria, o preconceito e a corrupção são os principais vilões do País emergente. A miséria leva à marginalidade milhões de pessoas; o preconceito afasta o indivíduo das relações sociais, marginalizando-o; e finalmente, a corrupção mostra a face mais sombria e tenebrosa dessa exclusão social, pois, como decorrência direta da malversação do dinheiro publico, faltam recursos para investimentos em educação, saúde, habitação, segurança e transportes. Assim, as populações mais pobres, que demandam a grande maioria dos serviços públicos, ficam prejudicadas, impedidas até mesmo de exercer o legitimo direito constitucional de ir e vir;
2. Combater a corrupção em todas as suas formas, é um dever maçônico e uma exigência da sociedade, acabando com essa epidemia social que subtrai do povo a possibilidade de uma vida digna e o pleno exercício da cidadania, negando a todos o direito à esperança de um futuro melhor;
E considerando que:

· A história pátria brasileira se confunde com a ação de vanguarda social exercida pela Maçonaria através de árduas lutas e conquistas nacionais, legando ao povo o desfrutar da verdadeira liberdade responsável;

· A permanente e relevante representatividade da Maçonaria na sociedade paulista e brasileira fazem-na uma força viva da sociedade;

· A constante preocupação da Maçonaria com as questões sociais regionais e nacionais, acompanhando a evolução humana e identificando um pensamento social cada vez mais exigente para o acolhimento de soluções sérias e definitivas, caracterizando um real interesse na valorização da família brasileira;

Concluímos que:

É necessário recuperar a moralidade publica e instituir a transparência como fio condutor das ações governamentais, criando através da Maçonaria sistemas de operação mais eficientes e permitindo melhor controle da gestão publica, viabilizando fiscalização efetiva e uma oitiva da vontade popular, incentivando a participação da sociedade nas questões de relevante interesse público. Portanto, as Potências Maçônicas que esta subscrevem decidem:

1. A Maçonaria atuará de maneira homogênea, exigindo dos maçons que se acham investidos em funções publicas, um comportamento ainda mais austero e compatível com o rigor da filosofia maçônica;
2. Estimular todos os maçons para que se transformem em focos permanentes de luta contra a corrupção na sociedade, trabalhando ainda para difundir essa luta junto a todos os cidadãos com quem convivem;
3. Acentuar em cada Loja Maçônica a importância da tomada de posição clara e firme que precisa ser tomada por ocasião das eleições municipais, estaduais e federais, orientando os maçons, e, sempre que possível, promovendo debates entre candidatos;
4. Criar no âmbito das Jurisdições maçônicas um Fórum permanente destinado à análise e discussão das origens, práticas e disseminação da corrupção, definindo e adotando ao final, medidas práticas e contundentes para extirpar todas as ramificações da corrupção;
5. Desenvolver um cadastro de restrição maçônica onde constem todos os nomes de pessoas envolvidas nas condenáveis práticas de corrupção e improbidade administrativa, mantendo tais indivíduos vigiados e afastados de qualquer contato maçônico, e sempre que possível, mantê-los fora do serviço publico;
6. Promover a construção de uma sociedade revigorada em seus princípios morais e sociais, baseando-nos para tanto na trilogia Liberdade, Igualdade e Fraternidade;
7. Para que sejam concretizadas as decisões anteriormente expostas, as Potências Maçônicas signatárias desta comprometem-se a manter uma comunicação comum e homogênea entre todos os maçons jurisdicionados, conscientizando-os da gravidade do problema e também da importância da participação individual para viabilizar as soluções propostas, a fim de obter um congraçamento de trabalho produtivo e sempre sob os auspícios do Grande Arquiteto do Universo.
São Paulo, 20 de Agosto de 2007.

Benedito Marques Ballouk Filho
Eminente Grão-Mestre do
Grande Oriente de São Paulo

Pedro Luiz Ricardo Gagliardi
Sereníssimo Grão-Mestre da
Grande Loja Maçônica do Estado de São Paulo

quinta-feira, 30 de agosto de 2007

Sinais e Esperanças

Democracia não é apenas votar nos governantes, é também um estado de espírito de toda uma nação.
Estamos começando a viver uma democracia plenamente, pelo menos são os sinais emitidos pelo nosso Tribunal Supremo, o STF.
A aceitação da denuncia no caso do mensalão, não significa condenação dos pronunciados, acho que este é o termo jurídico, mas é um sinal claro e inequívoco, para toda a sociedade que crimes, mesmo os de pessoas que usam "Blake Tie", serão investigados e apurados.
As providencias tomadas pela Ministra Helen Gracie, colocando a tecnologia em campo, pode encurtar os transitos legais, o que certamente apresará os resultados finais, é outro sinal de que o tempo não será utilizado para apagar da memória os graves fatos ocorridos.
Sobre o Senado, é cristalino o grande papel da midia e do povo, reinvidicando a apuração dos fatos. O Senador Renan é inocente até prova em contrário, assim como os do caso mensalão, mas a abertura de investigações é imperativa quando há indicios de irregularidades.
Não pode haver maior indicio de irregularidade do que políticos receberem dinheiro para votar um determinado projeto, também é um indicio importante o fato de alguém utilizar-se de conhecido "funcionário" de uma grande prestadora de serviços para o governo, para resolver problemas pessoais, financeiros ou tudo junto como parece ser.
Poucas vozes discordam dos procedimentos adotados até aqui, caberá a nós cidadão respeitar as decisões do STF no julgamento criminal e, a decisão do plenário do Senado no julgamento político de Renan Calheiros.
Tenho a esperança de que melhores dias virão, já que os sinais estão sendo emitidos. A esperança em uma nação que lute unida, em busca da igualdade social verdadeira, não apenas para agradar os populistas e usuários de políticos susceptíveis de serem cooptados, por pouco mais que alguns reais.

domingo, 26 de agosto de 2007

" A Comilança"


Marco Ferreri foi um diretor de cinema extremamente polemico, uma prova sem contestação do que afirmei foi seu filme "A Comilança" de 1973. É um filme cult, mais que isso, é um filme que desperta raiva, ódio, ou admiração e paixão pelo filme.
O elenco do filme pode nos dias de hoje ser chamado de "galáctico": Marcello Mastroianni (Marcello), Michel Piccoli (Michel), Philippe Noiret (Philippe) Ugo Tognazzi (Ugo), Andréa Ferréol (Andrea), Solange Blondeau (Danielle), Florence Giorgetti (Anne), Michèle Alexandre (Nicole), Monique Chaumette (Madeleine), Henri Piccoli (Hector), Louis Navarre (Braguti), Bernard Menez (Pierre), Cordelia Piccoli
(Barbara), Maurice Dorléac, Simon Tchao, Jérôme Richard.
O filme já foi motivo de trabalhos de cinéfilos, psiquiatras e filósofos. Ele "é rico em articulações formais e de conteúdo a respeito da feminilidade, que nos permite desdobrá-los no campo da sociedade contemporânea em seus aspectos antropológicos e culturais. Um prato cheio para análises psicanalíticas. As taras, as fraquezas e a loucura do homem em seu meio".
Sinopse: "Entediados com suas vidas vazias, quatro homens de meia idade isolam-se em uma mansão para passar o fim de semana. Lá, entre pratos e prostitutas, irão devorar suas vidas até a morte. Reunidos nesse lugar, já abastecido com uma quantidade enorme de comida, planejam comer até o último suspiro. Após a primeira noite, Marcello insiste que mulheres devem se juntar a eles. Philippe se mostra mais resistente à idéia, mas deixa-se seduzir ao saber que serão prostitutas. Um menino de uma escola primária foi mandado pela professora, Andrea (Andréa Ferréol), que deseja mostrar a seus alunos uma árvore que fica dentro da propriedade de Phillipe: o loureiro de Boileau, poeta francês que viveu no século XVI e morreu no início do XVII.

Acabam fazendo amizade com a simpática e rechonchuda Andrea, que fica fascinada com os estranhos e bizarros pratos preparados por Ugo. Este, logo a convida para um encontro naquela noite. Três prostitutas surgem um pouco antes, para em seguida Andréa marcar sua presença. Ao saber de sua chegada Philippe diz que vai dormir, pois acha constrangedor Andrea ficar juntamente com aquele tipo de mulher. Quando está para se retirar encontra a professora e lhe explica quem
são as moças, mas ela não se mostra nada embaraçada.
Logo os oito estão se divertindo, enquanto comem de forma nada frugal. A atmosfera escatológica insinua sua chegada"!
" A apresentação dos personagens, de onde parte a narrativa, caracteriza-os como burgueses bem sucedidos na vida e que se preparam para uma viagem, uma relaxada, possivelmente uma parada num cotidiano sem perspectiva e desprovido de grandes emoções.
A Comilança (La Grande Bouffe), um drama de 1973, produzido na França, mas genuinamente italiano pelo elenco e pelo diretor, desnuda simbolicamente a alma humana e seu desvio de conduta. Apesar de fábula, ficção e obra de arte, o que fica é a dor e a solidão."

quarta-feira, 22 de agosto de 2007

TODO APOIO AOS MÉDICOS DO NORDESTE

Fiquei alguns dias longe do blog, não por opção, mas por necessidade. Mesmo assim procurei visitar os blogs amigos.
Nesta volta, havia varias idéias para um post, mas a urgência e a falta de visão de muitos, obriga-me a retomar um assunto já abordado por mim: saúde, a política de saúde de vários governos e o SUS.
O NE vive hoje um apagão na saúde publica, tudo por falta de planejamento, e pouca vontade de vários governos. O valor dos procedimentos pagos pelo sistema publico é uma vergonha a várias décadas, porém a situação piorou durante o governo Sarney. O tudo pelo social não passou de um slogan.
Passamos por Collor, Itamar, FHC e agora Lula, com poucas mudanças no quadro, nada foi feito para sanar os dilemas e problemas de um sistema que poderia ser perfeito.
Sempre houve reinvidicações localizadas, greves também em alguns locais, mas nada que chegasse ao desespero dos médicos atualmente. Louvo a coragem e o brio dos médicos do NE, que chamam a atenção para os problemas, e tomaram uma atitude que certamente acarretará soluções.
O pedido de demissão dos médicos vinculados ao setor publico, é a maneira correta de mostrar a toda a população que não podemos mais continuar fingindo que não há um bode ou elefante na sala. Os valores ridículos pagos a profissionais, que foram destaque nos bancos escolares do ensino fundamental e médio, passaram em vestibulares concorridos, e estudam a vida inteira, diuturnamente, não condizem com o serviço prestado por estes profissionais.
É lógico que nossos governantes sabem disso, o atual e os do passado, mas todos escondem o problema, empurraram e empurram com a barriga, cortejam os profissionais com migalhas, exigem, exigem o máximo, o que aliás está correto, se o profissional está no serviço publico, ele deve atender sua clientela como a de seu consultório, mas com remuneração adequada.
Juízes e promotores, por exemplo, são profissionais bem remunerados, o médico no serviço publico, tem de receber remuneração próxima a estes profissionais, pois seu serviço é de extrema relevância e alcance, assim como sua responsabilidade com a coisa publica e com a vida de todos os brasileiros é diária, sem distinção de noite ou dia, sem feriados ou férias de sessenta dias.
O trabalho do médico em qualquer parte do mundo é bem remunerado, para que este trabalhe com gosto, dedicando-se a toda a população. O que os médicos estão fazendo é simplesmente, parar de fingir que tudo está bem, que não há problemas a serem corrigidos.
O serviço publico passou a ser um bico, um local para completar a renda, para pagar uma prestação. Está errado, é necessário a correção desta distorção, com revisão dos salários pagos aos profissionais, assim como a revisão das tabelas pagas aos profissionais autônomos. O serviço publico merece os melhores profissionais, os que mais estudam, os que mais se dediquem ao atendimento da maioria da população.
O médico não consegue fazer lobby, como a industria farmacêutica ou fabricantes de equipamentos, que convencem profissionais nos ministérios, sem vinculo com pacientes, que não examinam, não prescrevem e não assistem a população, a incorporar novidades nos atendimentos de alta complexidade, assim como criam legislações para obrigar certos equipamentos, sempre com altos custos, esquecendo-se da principal peça: o trabalho do médico, que é feito junto dos pacientes, não em locais da moda com ar refrigerado, com cheiro de perfume importado. O médico, assim como outros profissionais, trabalham em locais com sangue, suor e sofrimento, e atualmente a única forma de ser ouvido, é largar tudo, virar as costas e cuidar de sua própria sobrevivência, não mais se submetendo, ou deixando-se controlar por burocratas que só enxergam números e estáticas. Estes burocratas nunca foram nos postos de saúde das periferias ou nos pronto socorros lá pelas 2 da manhã, ver como trabalha um médico, que também é pai e deixa mulher e filhos sozinhos, a mercê da violência urbana, sem pespectivas de melhora na sua qualidade de vida.

sexta-feira, 17 de agosto de 2007

Blogagem coletiva- 17/08/07


Esta imagem vale por mil palavras.

quinta-feira, 16 de agosto de 2007

E se a crise nos atingir seriamente?

No momento em que escrevo, o Dolar está acima de R$ 2, 10, a Bovespa, caiu 5, 5%, tudo isto pode ser um susto devido a crise lá nos EUA.
Mas sinceramente, não consigo entender o aspecto de "paisagem", que o Ministro Mantega assume.
Se o Dolar cai, é bom, subindo facilita nossos negócios. Tudo foi dito em curto espaço de tempo. As vantagens de um Dolar barato, ajudando no controle da inflação, tornou-se desvantagem em poucos dias?
Espero sinceramente, que não seja mais um episódio de reação tardia a algum evento. Este governo tem sido profícuo neste tipo de coisa.
A crise atinge sim nossa economia, já que boa parte do mundo, poderá desacelerar seu crescimento.
Caso isto ocorra, os preços dos produtos básicos terão uma grande queda, nosso superavit diminuirá, ou até cessará. Creio que não cessará, mas somente diminuirá, podendo até aumentar o desemprego. Pessoas que acreditaram em recursos ilimitados e, que tenham se endividado, passarão por problemas, diminuindo ainda mais o consumo, causando um circulo vicioso.
Que esta crise seja momentânea, e não contamine em grande parte nossa economia, mas que fique mais uma vez registrado, o quanto perdemos em oportunidades de resolver problemas estruturais durante a bonança, e agora mais uma vez na crise, poderemos se chamados a sofrer novamente. Lá vão os juros para cima, retorno da discussão do tal custo Brasil, reforma previdenciária na pauta e novamente alguém dirá: "eu não sabia" que a crise era tão grave.

segunda-feira, 13 de agosto de 2007

Pelo fim da CPMF- Blogagem coletiva




Era uma vez um imposto, provisório, que surgiu para tentar sanar a falta de verbas para o SUS.

Ele foi ficando, ficando, não é mais utilizado para a saúde, faz muitos e muitos anos.

Hoje este imposto, tem duas grandes utilidades: tungar as classes de A a E, e possibilitar ao PMDB, chantagear o governo Lula, para este nomear o Paulo Conde, lá do Rio de Janeiro, na presidência de FURNAS. Além dele, a chamada base governista, aproveita para emplacar um montão de gente. E o povo, o povo que seria beneficiado na saúde, não tem saúde, já que o dinheiro não é mais para o SUS. Mas tem um aumento de carga tributária em todos os produtos de aproximadamente 2%, mesmo que não seja portador de talão de cheque.

Ninguém viveu feliz para sempre com esta historia.

domingo, 12 de agosto de 2007

Apagão na Saúde

Apagão na Saúde

Profisisonais da saúde e entidades médicas vão à Brasília pela regulamentação da EC 29
Que o sistema de saúde brasileiro está em colapso não é segredo para ninguém. É consenso que esse enorme colapso pode criar proporções piores (se é que existe espaço para piorar ainda mais) se a falta de investimentos no setor continuar, penalizando milhões de brasileiros que não possuem planos de saúde e dependem exclusivamente da rede pública de atendimento.
Representantes de Santas Casas, hospitais públicos e filantrópicos, médicos e profissionais de saúde de todos os Estados brasileiros estarão se reunindo na terça-feira, 14 de agosto, em Brasília, para uma manifestação conjunta em defesa da saúde da população.
Este movimento, que tem o apoio da Frente Parlamentar de Saúde, foi batizado de Ato para evitar o Apagão na Saúde e estará reunindo entidades de grande representatividade nacional, como o Conselho Federal de Medicina (CFM), a Associação Médica Brasileira (AMB) e a Associação Paulista de Medicina (APM), entre tantas outras.
A concentração terá início às 17h, no Salão Verde da Câmara dos Deputados, e às 19h, haverá caminhada até o Palácio do Planalto. Os participantes do movimento estarão com velas acesas para simbolizar a chama da esperança de dias melhores para o Sistema Único de Saúde e para os cidadãos que necessitam de atendimento público.
Uma audiência das lideranças médicas e da saúde com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva deverá fechar com chave de ouro a manifestação. O objetivo deste encontro é alertar o presidente sobre a grave situação que se encontra o setor da saúde, com a falência do atendimento em hospitais públicos, Santas Casas e instituições filantrópicas.
Além da Regulamentação da EC 29, que assegura recursos mínimos para o financiamento das ações e serviços públicos de saúde (e pretende evitar desvios dos investimentos destinados para o setor), os participantes do movimento também devem solicitar um reajuste das tabelas do Sistema Único de Saúde, congeladas desde 1999. Ou seja, os valores atuais inviabilizam a existência de qualquer entidade prestadora de serviço, seja ela pública, filantrópica, Santas Casas ou universitárias.

Anote e participe:
Mobilização contra o Apagão na SaúdeData: 14 de agosto de 2007 (terça-feira)Horário: a partir das 17hLocal: Salão Verde da Câmara dos DeputadosEndereço: Praça dos Três Poderes, Câmara dos Deputados - Brasília

Fontes: CFM e AMB

sábado, 11 de agosto de 2007

Pedido de ajuda

Quem souber como colocar o vídeo, com aquela telinha, poderia fornecer a dica.
Estou com vergonha de pedir para minha filha.

O dia que invadiram o Brasil

Este blog conseguiu ter acesso a um relatório secreto americano, onde há um vídeo mostrando a invasão de nosso território por tropas americanas. Veja abaixo "O dia que invadiram o Brasil."
Clique no link abaixo.
http://www.youtube.com/watch?v=ofl7UZw29H8

quinta-feira, 9 de agosto de 2007

A esperança do pobre é a classe média

Muito foi falado nos últimos dias, sobre a pesquisa de opinião do Datafolha.
Há quem veja manipulação de dados, outros interpretam a pesquisa conforme seus interesses, ou sua própria preferência.
Mas foi da Folha mesmo, que alguém lançou uma luz sobre os dados. Trata-se das avaliações de Janio de Freitas, que com muita propriedade, falou da apatia e do conformismo da população mais carente do Brasil.
Para quem lê a Folha, gostaria de recordar também, a coluna de Fernando Barros, que várias vezes, refere-se a Lula, como o "anestesiador geral da nação".
Segundo este raciocínio, Lula consegue com seu discurso, levar todos os problemas de seu governo, para a seara da discussão, ou como queiram da eterna luta entre o capital dos exploradores, contra os oprimidos proletários. Conseguindo levar qualquer debate para este campo, ele consegue afastar dele próprio, a responsabilidade da falta de gestão, bem como os escândalos envolvendo aliados passam a seu lado. Aqui cabe a famosa frase: "eu não sabia", frase que ele passou a usar, inclusive nos casos onde a acusação era a falta de gerenciamento.
Voltando a Janio de Freitas, este mostra com clareza, que a população carente, enfrenta filas e o descaso do governo sem reclamar, já que está acostumada a sofrer, e resigna-se a isto.
É uma parcela de nossa população, que não tem a quem reclamar, quando consegue um hospital publico, e tem mau atendimento, o brasileiro carente já se sente um priveligiado, afinal conseguiu uma atenção.
Esta parcela da população só tem voz uma única vez, é quando lhe perguntam em quem vai votar para presidente. Lula conseguiu colar seu nome ao beneficio pago, portanto, vai demorar a ter problemas em pesquisas.
Quanto a parcela da população que pode reclamar, não deve nunca resignar-se. Esta parcela, chamada da classe média, é na realidade a única esperança daquela grande parcela resignada, por que somente esta "classe média", tem o real interesse da justiça social, e da integração de toda população brasileira, para usufruir as vantagens de um eventual progresso de nossa nação.

domingo, 5 de agosto de 2007

Pasqualino Sete Belezas


Há poucos dias, eu e o Zé Antônio, conversávamos sobre vários filmes que assistimos na década de 80.
Falamos de Antonioni, Passolini dentre outros, mas também de filmes que só foram liberados pela censura muito tempo depois de exibidos no exterior, dentre estes filmes estava Zabriskie Point de Antonioni.
Durante esta conversa tranqüila, assim como a amigdalectomia que estava sendo realizada, lembramos de outros filmes, como por exemplo: “Pasqualino Sete Belezas”, uma comédia sensacional que apresenta as aventuras de Pasqualino, e de suas estratégias para sobreviver durante a 2ª grande guerra, e detalhes de sua vida, que passa em flashbacks. O filme tem várias cenas antológicas, e pouco lembradas pelos sites especializados, como por exemplo, a cena, em que já condenado por homicídio, Pasqualino aguarda o transporte para cumprir pena, e junto com ele há um outro condenado, Pasqualino gaba-se de ser um assassino perigoso, e pergunta qual o crime que o outro havia cometido, este então relata seu crime: “....Pensei....”. Outra cena é a em que, Pasqualino paquera a Comandante do Campo de Concentração Nazista.
Sobreviver e pensar nos tempos de Mussolini e Hitler não era fácil.
Este é um filme, que vale a pena assistir, tem no elenco: Giancarlo Giannini, indicado ao Oscar por este mesmo filme, e a direção é de Lina Wertmüller, que foi a primeira diretora a ser indicada a um Oscar, justamente com “Pasqualino Sete Belezas”.
Para quem não se lembra, Lina Wertmuller, também escreveu e dirigiu “Mimi, o Metalúrgico”, e outros filmes sempre com temas políticos.
Outro filme comentado durante a cirurgia foi “A Comilança”, que também será tema de um post em breve.

sexta-feira, 3 de agosto de 2007

"Eu não sabia"


Blogagem coletiva- atrasada.


O acidente com o avião da TAM foi uma tragédia, e como todo acidente aéreo, houve múltiplas causas levando ao desastre.
Mas de todo caos surge algo de novo, ou apenas se constata que alguém continua a fazer um bom serviço.
Este é o caso da defesa civil de São Paulo, com destaque para o Corpo de Bombeiros da Policia Militar do Estado de São Paulo.

terça-feira, 31 de julho de 2007

MICHELANGELO ANTONIONI





Quando comecei a pensar sobre o que escrever sobre Antonioni, e minha paixão por Zabriskie Point, muitos pensamentos chegaram, como traduzir tudo? Tenho 48 anos, aliás completados ontem, e este filme, assim como muito do pensamento dos anos 70 está dentro de mim. Colocar uma curiosidade, Harrison Ford está no elenco, seira muito pouco, falar da trilha musical, o bom mesmo é ouvir. O filme retrata a nossa arrogância, tentando impor nossa finitude sobre a sublime e inflexível natureza. Zabriskie Point nos remete a uma verdadeira iniciação, e para quem não sabe, ser iniciado, é morrer e ressurgir melhor. Então clique ai em baixo e assista este pequeno trecho, a musica é "Early" do ......, não vou dizer, mas assista ao filme inteiro, talvez você nunca mais veja sua geladeira da mesma forma.

http://www.youtube.com/watch?v=YKdAEljggk4

domingo, 29 de julho de 2007

Algumas opiniões




Eu não esqueci do Senador Renan Calheiros, e de sua dantesca e jacobina saga, para se manter na cadeira da Presidência do Senado, enquanto continua a apuração sobre as denuncias de sua falta de decoro parlamentar. E você leitor, esqueceu?




Os jogos do Rio2007 estão terminando, e novo escândalo pode estar tomando forma, pelo menos é o que diz o jornalista Juca Kfouri, mas isto não é nada de novo. Inúmeros blogs denunciaram problemas envolvendo vários mandatários do esporte, bem como setores governamentais. Quem veleja pela blogosfera, sabe onde encontrar estes dados.
******************
O “Cansei” quem diria é uma unanimidade.
Os lulistas afirmam que tudo não passa de uma manifestação antidemocrática, golpista e traiçoeira das filhas da Daslu, dos membros da elite branca e paulista, gerado no ventre dos tucanalhas dentre outros elogios.
Os antilulistas falam em movimento amorfo, que nasceu cansado, pouco ousado, que não ataca o governo Lula, fruto da igreja laica(OAB) e de entidades que se beneficiam de benesses do Lula.
Incrível ninguém gostou, mas se o movimento conseguir um pouquinho de cheiro de povo, tudo mundo vai querer tirar uma casquinha.
*******************

Não gostei das criticas a uma Diretora da ANAC, só por que a moça fuma charuto, como se consumir um charuto fosse o maior pecado do mundo.
Dizer que a mesma, não é eficiente tudo bem, mas negar o simples prazer de um charuto, vai uma grande distancia.
Eu posso ser suspeito para falar, mas um charuto, em local adequado, longe dos chatos que implicam, mas morrem de inveja, é habito prazeroso.
Eu não sou tabagista, mas 1 ou 2 vezes por mês, outorgo-me o direito de consumir um.
Charuto não se traga, não se fuma, se consome, prefiro os dominicanos, como o Crystals Nº 100 da Garcia Y Vega, porém não recuso um cubano, gosto do Romeu & Julieta Nº 3, são mais suaves em relação a um Cohiba por exemplo.
Charuto não é cigarro, mas “tabaco natural cortado e enrolado em folhas de tabaco natural.”
********************

Quando surgiu as denuncias do “mensalão” alguns não acreditaram em sua veracidade, há quem duvide até hoje.
Afinal é uma coisa lá em Brasília, algo dentro do Congresso, longe do cidadão comum, seus efeitos não são muito palpáveis.
Agora, com caos aéreo, a coisa é um pouco diferente. A possibilidade de usar aviões tornou-se real para grande parte da população, seja a passeio ou negócios.
É algo palpável, sempre temos alguém conhecido, que sofreu na pele seus efeitos. Assim não é de estranhar que muita gente no governo Lula está preocupada, ainda mais com os foras dos Ministros Mantega e Marta, além do top top do assessor presidencial. Os efeitos da falta de gerenciamento e o descaso com a manutenção da infra-estrutura do pais, tornam-se visíveis, palpáveis, sentidos no bolso e na geração de empregos e oportunidades. A cortina da propaganda vai caindo, e escancara-se a situação da educação, segurança e da saúde dentre outras.








sábado, 28 de julho de 2007

sexta-feira, 27 de julho de 2007

Blogagem Coletiva

Pessoal, todos nós temos colocado em palavras nossa indignação com a coerência do (des)governo na gestão da crise no setor aéreo. A Pata Irada deu a idéia e o Gustavo a completou.Como todos sabem no Brasil o povo tem memória curta. Dizem os políticos, envolvidos em escândalos, que se deve fazer o possível para ser esquecido no 16º dia. Então, no dia 02 de agosto, convido a todos para a blogagem coletiva "Vôo JJ 3054 - Uma cena". A idéia é tomar uma cena que mais tenha marcado, na cobertura do acidente e de fatos relacionados, e falar sobre ela.Peço a ajuda de todos na divulgação.

Vamos nessa!

quarta-feira, 25 de julho de 2007

Aeroportos Estaduais e Federais


Cheguei em casa para o meu merecido almoço, e um pequeno descanso, sabendo que a tarde seria bem movimentada.Morar em cidade pequena, tem lá suas vantagens, e uma delas, é esta: almoço em casa, nada de bandejão ou restaurantes americanizados, e principalmente junto com a família.Alimentado, passei os olhos nos jornais, nada de novo, TV aberta ou paga, tudo quase igual, entretanto um detalhe do noticiário chamou a atenção: companhias de aviação passaram a solicitar que seus clientes procurassem a rodoviária.Estranha notícia, principalmente em se tratando de um pais capitalista, e sabedor da fome das cias aéreas, mas pensando bem, as cias não estão dando conta do numero de passageiros, já que não há infra-estrutura suficiente na Capital São Paulo, para atender a demanda.Até os aeroportos longe da capital, mas com condições de pouso de jatos, foram subitamente tomados com vários pousos. O governo federal dá sinais de querer até a pista do aeroporto de Jundiaí, para tentar sanar a falta de estrutura da capital.Mundo estranho, Jundiaí, Ribeirão Preto, Franca, Araçatuba, e muitos outros aeroportos regionais, têm pistas reformadas, recebem jatos normalmente, e são de responsabilidade, do Governo do Estado.Viracopos e Cumbica são administrados pelo governo federal, e dificilmente poderão absorver a demanda desviada de Congonhas, já que não houve praticamente investimentos nestes aeroportos, por parte do governo federal.Não entendo de aeroportos, de aviões, mas posso dar uns palpites como consumidor, e o palpite seria bem simples, o governo federal poderia passar Cumbica, Viracopos e também Congonhas para a administração Estadual.O governo de São Paulo, tem hoje capacidade financeira, para realizar reformas e expansão da infra-estrutura, além do que sua capacidade gerencial é muito superior a demonstrada pela Infraero e pelo Ministério da Defesa.Estes aeroportos são vitais para a manutenção e crescimento de nossa economia, e não podem simplesmente fechar por congestionamentos em terra.

sábado, 21 de julho de 2007

"Diminuir os Riscos de Novas Tragédias"















Não assisti ao pronunciamento de Sua Excelência o Senhor Presidente da Republica do Brasil Luiz Ignácio Lula da Silva, tomei conhecimento pela mídia.
Não estava com paciência, para ouvir tudo novamente, sobre providências que deveriam ter sido tomadas a algum tempo.
E, note-se que lá longe, há quatro anos seu governo deveria ter pensado em algo, não somente colocar a culpa em uma pretensa herança maldita, ou como agora, que tudo não passa de uma conspiração da mídia.
Suas palavras: "diminuir os riscos de novas tragédias", causam um certo medo, que beira o pavor, caso tenha que viajar de avião.
Lula observou o mesmo que nós: “Nosso sistema aéreo, apesar dos investimentos que fizemos na expansão e na modernização de quase todos os aeroportos brasileiros, passa por dificuldades. E seu maior problema hoje é a excessiva concentração de vôos em Congonhas".
Eu pergunto: por que só agora tomar medidas para sanar os problemas, poderia ter tomado providencias antes, era sua obrigação, tomou medidas apenas agora, por que estava sob pressão. E mesmo a atuação do governo frente a catástrofe em São Paulo, demorou para acontecer, ficou mais na torcida de que algo houvesse de errado, com a aeronave, com a tripulação ou com os passageiros. Isto fica obvio na manifestação patética de seu Assessor Especial.
O pacote de medidas anunciadas, poderiam ter sido implementadas, ou apenas anunciadas, há um bom tempo, quem sabe há 10 meses, com isto alguma coisa já teria saído da prancheta.
O prejuízo para o setor aéreo é grande, não apenas por este acidente, mas pelo conjunto de fatos ocorridos nos últimos tempos, tudo está relacionado.
Vamos torcer para que os planos agora apresentados, pelo menos saiam do papel, já que grandes planos e metas ambiciosas são sempre apresentadas, e sem mais nem menos, desaparecem, são esquecidas, são suplantadas por novos planos, sempre com grande divulgação. Cadê o fome zero, uma idéia excelente, jogada fora, gastou-se tanto em publicidade, e virou abóbora um projeto que poderia ser o embrião de um pacto nacional visando o desenvolvimento da nação, sem partidarismo, apenas a união de muitas forças, pela educação, saúde e emprego para todos.
Sou povo, médico, pai de família, blogueiro eventual, e gostaria de algumas demissões no governo Lula, começando por Waldir Pires, mas já estou querendo muito.
Como seria bom se Lula reconhecesse que há problemas, seria o primeiro passo para as soluções necessárias. Até eu que sou da “terrível e nefasta elite branca”, filiado ao PSDB, torço pelo sucesso do governo Lula, tenho mulher, filha, mãe, sobrinhos, tios, amigos e clientes, todos eles seriam beneficiados, os próximos governos teriam um campo prospero, poderíamos chegar, quem sabe a ser primeiro mundo.

sexta-feira, 20 de julho de 2007

O que faz um assessor Presidencial na intimidade?

Acidentes acontecem e, raramente devido a apenas uma causa. Há sempre vários fatores envolvidos, por isto a apuração é demorada.
Um presidente da republica tem muitos afazeres, mas um dos principais, é manter a moral do povo, manter o espírito nacional.
Infelizmente o que fica neste episódio, é a manifestação do assessor especial do Presidente da Republica, com gestos nada honoráveis. Se foi uma imagem “roubada” de sua intimidade, como interpretar o “ator” quando fala ao publico?



Gostaria de saber qual será a atitude de Lula, frente a forma asquerosa de como um assessor especial, portanto de sua máxima confiança, trata um assunto que está causando comoção nacional?

quinta-feira, 19 de julho de 2007

Pouso em Congonhas

Nos links abaixo uma amostra de Congonhas.

http://www.youtube.com/watch?v=FZ77mPgJ_Sk


Agora vamos com mau tempo.

http://www.youtube.com/watch?v=cjm90iM4Bok

É necessário repensar Congonhas.

quarta-feira, 18 de julho de 2007

"O Homem e a Morte"

O homem já estava deitado
Dentro da noite sem cor.
Ia adormecendo, e nisto
À porta um golpe soou.
Não era pancada forte.
Contudo, ele se assustou,
Pois nela uma qualquer coisa
De pressago adivinhou.
Levantou-se e junto à porta
- Quem bate? Ele perguntou.
- Sou eu, alguém lhe responde.
- Eu quem? Torna. – A Morte sou.
Um vulto que bem sabia
Pela mente lhe passou:
Esqueleto armado de foice
Que a mãe lhe um dia levou.
Guardou-se de abrir a porta,
Antes ao leito voltou,
E nele os membros gelados
Cobriu, hirto de pavor.
Mas a porta, manso, manso,
Se foi abrindo e deixou
Ver – uma mulher ou anjo?
Figura toda banhada
De suave luz interior.
A luz de quem nesta vida
Tudo viu, tudo perdoou.
Olhar inefável como
De quem ao peito o criou.
Sorriso igual ao da amada
Que amara com mais amor.
- Tu és a Morte? Pergunta.
E o Anjo torna: - A Morte sou!
Venho trazer-te descanso
Do viver que te humilhou.
-Imaginava-te feia,
Pensava em ti com terror...
És mesmo a Morte? Ele insiste.
- Sim, torna o Anjo, a Morte sou,
Mestra que jamais engana,
A tua amiga melhor.
E o Anjo foi-se aproximando,
A fronte do homem tocou,
Com infinita doçura
As magras mãos lhe cerrou...
Era o carinho inefável
De quem ao peito o criou.
Era a doçura da amada
Que amara com mais amor.

Manuel Bandeira

"Prendam os suspeitos de sempre"

Estranho mundo o brasileiro, ele não é mais surreal, é horrendo, pervertido e pérfido.
Dei uma espiada em poucos blogs e sites de informação, sinto-me ultrajado em minha inteligência.
Há indivíduos achando que tucanos fizeram alguma reza, ou sei lá o que para que um avião caísse para que a mídia colocasse a culpa em Lula, o cara deve ser doente, fica apenas o registro, pois não há o que comentar.
Pesquisando lembro do filme Casablanca, cuja cena final é em um aeroporto, com chuva, e após o avião decolar, o comandante francês, solicita que “prendam os suspeitos de sempre”.
Aqui alguns vão pelo mesmo caminho, e insinuam culpa de FHC, quem sabe não será culpa dos “reptilianos”, ou dos incas venusianos, ou quem sabe nos dias de hoje, dos maias bolivarianos?
Uma coisa ninguém poderá negar, aquela pista, é ponto fundamental para a elucidação do acidente, e segurança de qualquer coisa, não é ausência de incidentes em determinado ato, mas a maneira como determinado ato, consegue prevenir acidentes.
Nosso Ministro da Defesa, Valdir Pires, cadê o “home”?
Figura praticamente ausente nesta crise, o que comentar sobre sua atuação? Não houve atuação.
Prometo para breve falar sobre os reptilianos, a teoria conspiratória mais desengonçada de todas.