domingo, 28 de outubro de 2007

Observações pós-prandiais do domingo

Domingão é coisa brava, piora um pouco quando a noite do sábado, terminou há algumas horas. Felizmente algum conhecimento de fisiologia sempre ajuda. Não há nada mais eficaz para evitar uma ressaca “braba”, do que a boa e velha água. Manter hidratação adequada é benéfico para qualquer pessoa, então esta historia de beber bastante água durante o seu dia, é pura verdade, acredite nela, viva bem com ela.


Acabei de ler no UOL, que Dilma Rousseff, está internada com problemas de intestino, mas quem colocou o intestino para funcionar em minha opinião, foi o Governador Sérgio Cabral. Defender o aborto como política de segurança pública, é coisa ridícula, oportunista e chamar todos de ignorantes. Não pode passar pela cabeça de ninguém, que todo ser humano que nasce nos morros cariocas, são marginais, traficantes, assassinos, corruptos e corruptores.


A PF e a Receita estão investigando a Cisco e seus clientes. A coisa é pequena, envolve quantias estimadas em apenas R$ 1,5 bilhão. A pergunta que fica no ar: Empresas gigantescas como a IBM, Promon e CPM Braxis, não tem noção do quanto custa certos equipamentos. Engraçado que sumiu do noticiário alguma coisa sobre certa quantia para partido político.


A bomba da hora é o leite. Quando produtores de leite começaram a respirar, investir sério na produção, graças ao bom preço, fruto do aumento gigantesco do consumo do produto na China, a PF revela uma fraude envolvendo a industrialização do produto. Será aquelas cooperativas de produtores, as únicas a realizarem aquela pratica? Por que esta fraude ganhou mais destaque do que a da Cisco? Será por que problemas legais na importação de componentes envolve grandes empresas, anunciantes e maiores quantias?


Gostaria de saber quando o PSDB vai iniciar o tratamento contra a esquizofrenia?Sim, porque somente um partido esquizofrênico consegue confundir o eleitorado e, seus filiados nesta questão da CPMF, com tal desenvoltura.

terça-feira, 23 de outubro de 2007

PAC na Saúde

Estou torcendo pelo Ministro Temporão, o acho preparado e com vontade de resolver o problema da saúde publica no Brasil.
Entretanto não é somente urgente, mas necessário à valorização profissional do médico. Sem negar a importância das outras categorias na área de saúde, mas ele é o inicio e o fim do processo de atendimento a população, seja qual for o modelo aplicado.
Bons salários e condições boas de atendimento levarão profissionais categorizados a atendimento da população e, não basta salário de R$ 5.000,00, iniciem este salário lá por R$ 10.000,00, dêem condições de aprimoramento e carga de trabalho compatível com as necessidades de lazer e aprimoramento do profissional.
Há muita gente preparada, mas desiludida com o sistema publico. Qual a causa? É salarial, é sobrevivência financeira e, necessidade de criar os filhos, e dar condições para estes também progredirem na vida.
Quanto ao programa de saúde de família, vamos resgatar o modelo inicial, com equipes multidisciplinares. Reconheço que para trabalhar em equipe deste tipo, só bons profissionais conseguem, todos da equipe necessitam estar motivados e bem preparados academicamente. Basta de citar exemplos isolados de profissionais abnegados, precisamos que todos sejam estimulados, mesmo na saúde, estatística é primordial. Qual o custo de um profissional que entra em um programa deste, guarda algum dinheiro, e depois retorna para um grande centro, para especializar-se e só tratar da doença.
A luta é grande, passa por recursos financeiros e boas faculdades, assim como controle e auditoria dos gastos e da qualidade do serviço prestado.

domingo, 21 de outubro de 2007

FERRARI

FERRARI: VINCE IL CUORE CONTRO TUTTI E CONTRO TUTTO

quinta-feira, 18 de outubro de 2007

COMUNICADO

O mandatário deste blog, comunica a todos os interessados, que ainda está vivo.
A sua ausência, momentânea, é devida a falta de assuntos, os quais possam ser considerados novidades.
Apoio do Presidente Lula, a ditadores não é novidade.
Intensa negociação para a aprovação da CPMF, também não é novidade.
O Legislativo ter uma cara feia, não propor leis, mas sim promover a execução de obras, é fato já conhecido.
O Judiciário, ser o poder que, por meio da interpretação de leis não regulamentadas, ser o verdadeiro legislador no Brasil, nunca foi novidade.
O Executivo, viver dos momentos, não ter um projeto para o pais, também não é novidade. Se no atual governo, isto chama mais atenção, é devido ao fato de as informações serem nos dias de hoje, mais acessíveis. Mas não é novidade.

sábado, 13 de outubro de 2007

Caro, d. livreiro

As opiniões no blog são de minha autoria. Os posts colados, por mim, são coincidentes com minhas opiniões.
Não acredito, que postei alguma opinião concordando com o tratamento dado pelo PSDB, em relação ao Senador Azeredo, por exemplo. Defendo a apuração total dos fatos, e o respeito às normas vigentes. Os crimes e contravenções de fulanos, não podem inocentar os crimes de sicranos.
Em vários posts, no arquivo deste blog, são encontradas opiniões emitidas a este respeito, assim como algumas "pinceladas" sobre moral e ética.
Moral é não é o mesmo que ética, nunca foi e, nunca será.
A moral, grosseiramente falando, tem a ver com as normas, leis e hábitos de um povo, seria o "superego" do individuo. A ética, não tem relação com leis e normas, ela é o "ego" do individuo.
A moral obriga certos indivíduos a se comportarem. A ética não. Um individuo sem ética, pode propor, votar e até fazer cumprir as leis, ser o guardião da moral e interpretar as leis, sempre de modo vantajoso para si próprio, é o egoísta puro.
Quando se fala em quebra de decoro, não se fala em crime, mas sim em quebra de relação de confiança, ou mesmo de utilização de meios legais, para burlar a moral, ou se preferir, utilizar as leis em proveito próprio, ou de seu grupo, quase sempre com prejuízo para a maioria.
Um parlamentar, assim como os eleitos, para cargos do executivo tem o direito e o dever, de votar e executar políticas de acordo com os programas do partido que integram. Ser contrário a políticas implementadas pelo executivo, não é crime de lesa pátria, não é imoral, mas sim ato ético com os seus eleitores.
Quando um eleitor vota em um partido, não espera que este seja apenas submisso, ás vontades de outro partido ou coligação, que temporariamente exerce o poder em nome de todos.
Sobre tributos, uma pergunta que muitos fazem, e que incomoda muita gente, deitada temporariamente em berço esplêndido, é se a única alternativa é continuar com uma carga tributária excessiva, sem o respectivo retorno para a sociedade dos serviços, que o Estado se compromete a propicionar em troca do dinheiro arrecadado, ou se preferir: a atual carga tributária é justa?
Há justiça social? Quem paga mais impostos é realmente quem lucra mais?
Outra pergunta a ser feita, é se somente a política assistencialista do momento é eficaz, se a mesma transforma a sociedade, ou se apenas alivia a tensão social reinante?
Esta ultima é de fato a grande questão. Há algo mais a ser feito? A distribuição de renda auxiliar, resolve a questão da pobreza? Indivíduos como Renan Caldeiros e Sarney por ex. são expoentes de uma política progressista, ou revolucionária?
Qual o preço pago para contar com este seleto grupo de apoiadores? Engels se vivo, questionaria sua tese de utilização de recursos "burgueses", para criar um socialismo cientifico.
Sobre concordância em existir políticas para auxilio de pessoas sem o mínimo para sua subsistência, apenas um pequeno grupelho egoísta, é contra programas de auxilio a pessoas carentes, a maioria quer mais. A maioria quer integração social e condições plenas de desenvolvimento. Queremos educação de qualidade, desde o ensino fundamental, exigimos ensino técnico de qualidade, para a formação de técnicos qualificados e indivíduos que possam raciocinar, influindo de fato nas políticas publicas. Não precisamos que alguns sejam mais "iguais" que outros. Chega de pessoas que são vergadas por pequenos interesses, de politiqueiros travestidos de direita, esquerda ou de "centrão".
Precisamos de pessoas com moral e ética, em todas as classes sociais, que não se curvem aos interesses dos exploradores, que respeitem as minorias e não se curvem aos interesses dos egoístas.

sexta-feira, 12 de outubro de 2007

quinta-feira, 11 de outubro de 2007

Observações

Estou inclinado a concordar com a auto comparação feita por Renan Calheiros, ele realmente está como um coco, ou é côco? Explico melhor, está quase caindo, na realidade acho que já está fora do coqueiro.
Qualquer sujeirinha no Senado, escondida em qualquer canto, foi ele. Qualquer cheiro no elevador, foi Renan.
É lógico que ele fez por merecer, foi apanhado em vários assuntos suspeitos, mesmo que seja inocente, o que não acredito, não tem nenhuma condição de continuar sentado naquela cadeira.

O governo Lula, tem vários padrões comportamentais, mas um deles é constante: a chantagem.
O Ministro Mantega, fez a ultima, se a CPMF não for aprovada, irá subir alíquotas de outros impostos. A fome governamental sobre a renda do brasileiro é comparável a fome de uma sucuri.
O ofídio fica a espreita, agarra a vitima, asfixia, engole inteira e dorme em berço esplêndido. O atual governo faz o mesmo, ingere os impostos e não retorna em serviços, fica no berço esplêndido.

A pressão dos colegas e o clamor popular foi o motor, que levou a liderança do PMDB a reconduzir Simon e Jarbas Vasconcelos à CCJ, só não ficou muito claro quem idealizou sua substituição, Renan ou Lula?

Interessante a mudança de postura de vários Senadores do PT em relação ao quase ex senador Renan Calheiros, saíram da abstenção, para a quase reprovação dos atos do Senador. Será receio do futuro? Gostaria de saber se o medo foi da resposta das urnas? Senso de justiça?

O apetite demonstrado pelas empresas espanholas, é coisa de outro mundo, ou de outras políticas tributárias. Com a fome não é somente por ativos brasileiros, mas sim de todo o mundo, órgãos da União Européia começam a investigar causas do grande fôlego dos espanhóis.

domingo, 7 de outubro de 2007

sábado, 6 de outubro de 2007

Giro rápido





Minha vida profissional está em ebulição, ser médico, pai, marido e tentar ser util na comunidade está sendo uma tarefa ardua, já que o dia só tem "25 horas", está extremamente complicado, mas vamos lá.


Com grande atrazo, a figura ao acima, é minha contribuição ao desejo de liberdade de todo um povo, o que na realidade é o desejo de todo habitante da Terra.


Por falar em liberdade, que coisa feia está nosso Senado. Quando achei que nada poderia suplantar as manobras de Renan, para evitar a investigação e seu julgamento, eis que o proprio consegue a superação suprema. Escalar um araponguinha de merda para espionar seus adversários, é a prova cabal da vergonha deste Catilina.


Até quando ele abusará de nossa paciencia? "Por quanto tempo ainda há-de zombar de nós", a loucura de Renan? "A que extremos se há-de precipitar a tua audácia sem freio?"


Oh tempos, oh costumes!


A falacia do atual governo, chega agora a niveis que deixam um Hugo Chaves com inveja. As manobras no Senado, por isto Renan está lá, podem custar aos brasileiros a perda de recursos de até 3,5 bilhões de Reais, que serão retirados do orçamento da SAÚDE. Será que o povo brasileiro mais sofrido, que necessita do SUS, merece um premio deste? Para onde está indo a enorme arrecadação de impostos, que o Lula não tem medo de gastar, sem um retorno em serviços que todo brasileiro merece, e tem o direito de receber?


O Ministro Temporão, divulgou com grande alarido, que a tabela SUS teve um "grande" reajuste.


A tabela foi realmente reajustada, mas somente 12,5% dos procedimentos tiveram reajustes e, este reajuste contempla basicamente procedimentos de alta complexidade, a coisa simples, os pequenos procedimentos, a base do tratamento, como por ex. uma consulta médica está agora em R$ 10,00, isto se for uma consulta de especialidade. Santa generosidade "temporária"!


Aquele ministro, não compreendido, por causa da lingua que fala, será ou já é, minsitro extraordinário. Será realmente "extraordinário", se promover alguma coisa de util para o Brasil.


Oh tempos, oh costumes!


A substituição dos Senadores Jarbas Vasconcelos e Pedro Simon, é um ato de vergonha por parte da liderança do PMDB, naquela casa. Michel Temer tem obrigação de convocar o Diretório Nacional do PMDB e analisar as implicações políticas para um partido que já foi tão combativo e, que agora está a sucumbir aos caprichos de um Renan Calheiros.

Vejam a manifestação de Letícia Coelho, filiada e membro do Diretório do PMDB de Porto Alegre, sobre esta sordida manobra, clicando: http://leticialocoelho.blogspot.com/ Será que os partidos políticos brasileiros merecem os militantes que abrilhantam suas fileiras

Agradecimento



A Letícia, http://leticialocoelho.blogspot.com/ , indicou meu blog, para o prêmio ao lado, tem gente que deixa de lado, já ganhou tantos, mas esta é minha segunda honraria com o blog, a primeira honraria são os poucos que ainda teimam em ver se consigo escrever algo de interessante.

Agradeço de coração a Letícia.

quarta-feira, 3 de outubro de 2007

“A GENERALIZAÇÃO DA DESORDEM AJUDA OS GRUPOS CRIMINOSOS E COLOCA A DEMANDA POR SEGURANÇA ACIMA DAS DEMANDAS SOCIAIS!”

Trechos de artigo de Joaquim Villalobos, consultor para conflitos internacionais e ex-comandante guerrilheiro em El Salvador, no Clarin!

Na América Latina, não temos por ora conflitos étnicos e religiosos; no entanto, enfrentamos o que alguns qualificam como guerra civil continental contra o crime organizado, as quadrilhas urbanas, a delinqüência comum e a violência social. A produção e o tráfico de drogas estão ligados à globalização cosmopolita, mas, em nossos países, geram fragmentação social. Diversos grupos armados procuram cooptar e corromper as instituições, dominar territórios e controlar a população, os mercados e as estradas.2. Este fenômeno supera em extensão as rebeliões políticas que existiram durante a Guerra Fria, e, em proporções diferentes, afeta todos os países. A ação policial e militar por mar, ar e terra que os governos realizam é sem precedentes; eles tentam recuperar o controle de instituições, mares, fronteiras, litorais, cidades e florestas que caíram nas mãos dos delinqüentes.3. O Brasil está em guerra contra quadrilhas que dominam as grandes zonas urbanas; Guatemala e Honduras estão fragmentadas por máfias poderosas; o litoral atlântico da Nicarágua é um narco-território; a Colômbia combate os guerrilheiros de esquerda e os ex-para-militares de direita, que agora são narcotraficantes; em Salvador, as "maras" superam em número as guerrilhas dos anos oitenta; o México tem seis Estados em emergência, com intervenção de forças federais, e o maior perigo da transição cubana não é uma guerra entre cubanos, mas sim que e o crime organizado assuma o controle da ilha.4. Existe uma lumpenização da violência da esquerda. Esta violência é promovida por antigos e frustrados ideólogos esquerdistas, mas é levada a cabo por jovens ativistas que são recrutados e atuam em áreas dominadas por uma violência de delitos que é social, financeira e territorialmente muito poderosa. Que os protestos sociais resultem em violência espontânea é algo que ocorre excepcionalmente em qualquer lugar, mas, com o cenário descrito, incentivar sistematicamente a violência de rua e deslegitimizar as instituições das democracias emergentes é multiplicar a impunidade e a insegurança.5. A generalização da desordem ajuda os grupos criminosos e coloca a demanda por segurança acima das demandas sociais. Isto abre caminho para os autoritarismos. Hoje, mais do que nunca, a esquerda necessita de paciência, de paz e de legalidade. O romantismo guerrilheiro das velhas esquerdas agora é reacionário. O maior perigo para estes novos "combatentes" da esquerda não é morrer como heróis, mas acabar como mafiosos ou terroristas."

O texto acima, foi colado do ex-blog do Cesar Maia de 03/10/07, quem desejar ver mais clique no link:
http://cesarmaia.blogspot.com/

Manter blog é dureza

É duro manter um blog, no inicio eu pensei que conseguiria fazer um post por dia.
Não consegui!
Pensei em três por semana, foi duro, agora está impossível. Mas vou continuar a postar, na frequência "possível", as visitas aos blogs, continuarei a fazer, quase diariamente, posso não deixar um comentário, mas tenham certeza, eu passei pelo seu blog.